Fonte: OpenWeather

    Saneamento


    Vídeo: alagamentos e falta de saneamento deixam esgoto empoçado no AM

    Conforme moradores, em dias de chuva as águas ultrapassam um metro de altura

    A falta de pavimentação nas ruas e precariedade do sistema de esgotamento têm prejudicado os moradores | Foto: Izaías Godinho

    Manaus - A falta de pavimentação nas ruas e precariedade do sistema de esgotamento têm prejudicado os moradores que vivem nas proximidades de um cruzamento entre o bairro Nossa Senhora de Fátima e a comunidade Gustavo Nascimento, localizados na Zona Norte de Manaus. Os dejetos da população são despejados em um igarapé nas proximidades do local, o que expõe os moradores ao mau cheiro e a riscos de doenças.

    Conforme  Edna Moraes, que é dona de casa, em dias de chuva as águas ultrapassam um metro de altura. "Quando o igarapé enche, as casas ficam todas alagadas. Algumas obras são feitas aqui, mas não têm duração e os problemas continuam os mesmos. Gostaria que as autoridades nos ajudassem com as obras de saneamento, pois nós estamos esquecidos", disse a mulher acrescentando que vive no local há 15 anos e a situação não muda.

    Uma escavadeira fez uma vala improvisada para o escoamento das águas
    Uma escavadeira fez uma vala improvisada para o escoamento das águas | Foto: Izaías Godinho

    O Portal EM TEMPO esteve na rua Junco da Praia e constatou que uma escavadeira fez uma vala improvisada para o escoamento das águas, que ficam empossadas na via, para o igarapé. No entanto, Ronan de Oliveira afirma que o serviço não tem duração. "Todas as vezes que chove alaga tudo. As pessoas que moram perto do igarapé não encontram melhorias. As crianças ficam brincando dentro da água contaminada, o que pode trazer inúmeras doenças", frisou o morador.

    A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) afirmou que equipes do órgão atuam na área estão executando serviço de desassoreamento e dragagem do igarapé. No entanto, a secretaria frisou que o serviço não dura porque, mesmo após a limpeza, "a população volta a jogar lixo doméstico no local". 

    Em nota, a Seminf disse que junto ao trabalho de limpeza, as equipes do distrito de obras também fazem abordagem aos comunitários em forma de conscientização para não jogarem lixo no leito.
    "A prefeitura tem intensificado as limpezas nos igarapés, desobstruções de bueiros, manutenção de tampas quebradas, implantações de drenagens profundas e superficiais. A ação visa conter futuras alagações no período das fortes chuvas", frisou o órgão. 

    Assista a matéria completa da Web TV Em Tempo:


    Comentários