Fonte: OpenWeather

    Contrapartida


    Bolsistas da prefeitura participam de treinamento

    A beneficiados do Bolsa Universidade atuaram nas eleições de conselheiros tutelares como contrapartida

    A eleição dos Conselheiros Tutelares acontecerá no dia (6) de outubro
    A eleição dos Conselheiros Tutelares acontecerá no dia (6) de outubro | Foto: Divulgação / Semad

    Manaus - Beneficiários do Programa Bolsa Universidade (PBU), da Prefeitura de Manaus, iniciaram nesta quarta-feira (18), um treinamento para atuarem como mesários e presidentes de mesa nas eleições para conselheiros tutelares do município, que acontece no dia (6) de outubro. A capacitação ocorre por meio de uma parceria entre o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), órgão colegiado vinculado à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), coordenadora do pleito.

     No último dia 10, a Prefeitura de Manaus, anunciou a convocação de 1,5 mil bolsistas do PBU, de várias áreas de estudo, para prestarem contrapartida nas eleições dos membros dos Conselhos Tutelares, em 152 escolas do município de Manaus. O treinamento continuará nesta quinta-feira (19), e na segunda-feira (23), às 9h, na sede da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), localizada na avenida Professor Nilton Lins, 3.259, bloco D da Universidade Nilton Lins, Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona Centro-Sul.

     Os convocados tiveram até a segunda-feira, 17, para se apresentar, no setor de Atendimento ao Bolsista da Espi, vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), coordenadora do PBU, a fim de aderir ao projeto ou expor justificativas de ausência.

     Ao ser contemplado pelo Bolsa Universidade, o estudante assume o compromisso de participar de projetos socioeducacionais, ambientais e culturais, de interesse do município. Bolsistas com bolsa integral devem cumprir carga horária de 150 horas por semestre. Já os beneficiários de bolsas de 75% cumprem carga de 120 horas por semestre, enquanto os de 50% têm carga horária de 90 horas semestrais.

     Bolsistas que deixam de participar dos projetos de contrapartida e que não apresentam justificativas podem ser desligados do programa, conforme previsto em legislação.

    *Com informações da assessoria

    Comentários