Fonte: OpenWeather

    Projetos


    Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou receberá projetos

    A secretária da Seped realizou visita técnica no local nesta quarta-feira (18)

    A  secretária da Seped, Viviane Lima, esteve reunida com o diretor da unidade, Iramilson da Silva, com o intuito de alinhar a execução do projeto
    A secretária da Seped, Viviane Lima, esteve reunida com o diretor da unidade, Iramilson da Silva, com o intuito de alinhar a execução do projeto | Foto: Zeca Barcellos/Seped

    Manaus - A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) realizou, na tarde desta quarta-feira (18), uma visita técnica ao Centro Estadual de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, localizado na avenida Brasil, zona oeste de Manaus. O local receberá projetos inclusivos da secretaria ainda neste ano.

    A secretária da Seped, Viviane Lima, esteve reunida com o diretor da unidade, Iramilson da Silva, com o intuito de alinhar a execução do projeto "Seped Abraça: fortalecendo estratégias de Estado dos direitos da pessoa com deficiência", para oportunizar às pessoas com deficiência e suas famílias a prática da reabilitação para a vida comunitária, com o objetivo da promoção e inclusão social, desenvolvendo a cultura esportiva a partir das intervenções interdisciplinares.

    Para a execução do projeto, a Seped vai contratar – por meio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) – alguns servidores para dar suporte às atividades, tanto no Magdalena Arce Daou quanto no Padre Pedro Vignola, localizado na zona norte de Manaus.

    “O projeto foi como um filho para nós. Para que pudéssemos atender aos dois centros, nós o modificamos. Agora, vamos atender a um público maior do que o pensado originalmente, e isso o torna ainda mais importante para a sociedade”, comentou a secretária durante a reunião.

    Pessoas com deficiência serão beneficiadas

    A parceria entre a Seped e os Centros Estaduais de Convivência irão contemplar pelo menos 400 pessoas em uma iniciativa do Governo do Estado para fortalecer os direitos da pessoa com deficiência. Lá, os assistidos terão acompanhamento de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, pedagogos e assistentes sociais.“Nós não tínhamos pretensão de conseguir a parceria com a Seped. A relação se deu de forma muito natural. A secretária nos acolheu de forma generosa e se faz presente aqui no Magdalena Arce Daou. Atualmente, quase 70 famílias frequentam o Centro e, após a parceria, o céu é o limite”, comemorou o Iramilson.

    *Com informações da assessoria

    Comentários