Fonte: OpenWeather

    Comunidade


    Comerciantes denunciam falta de segurança na Feira Manaus Moderna

    Conforme alguns feirantes, o local é utilizado como ponto de tráfico de drogas e, além disso, não possui um ambulatório para atender os consumidores e permissionários em situações emergenciais

    | Foto: Izaías Godinho

    Manaus - Na Feira Manaus Moderna, situada no bairro Centro, Zona Sul de Manaus, muitos comerciantes reclamam sobre a falta de limpeza e segurança no local. Conforme alguns feirantes, o local é utilizado como ponto de tráfico de drogas e, além disso, não possui um ambulatório para atender os consumidores e permissionários em situações emergenciais.

    Segundo Aroldo Costa, que trabalha na feira há sete anos, o local necessita de reformas para melhorar a organização na área. “Seria melhor que a praça de alimentação fosse colocada no segundo piso, porque muitos consumidores reclamam que o acesso é prejudicado. É preciso uma reforma geral em toda feira”, frisou o feirante, acrescentando que as telhas, por serem de aço, esquentam o ambiente e causam incômodos aos frequentadores.

    A reportagem esteve no local e constatou que, em um dos corredores, homens monitorados por tornozeleira eletrônica faziam venda de entorpecentes
    A reportagem esteve no local e constatou que, em um dos corredores, homens monitorados por tornozeleira eletrônica faziam venda de entorpecentes | Foto: Izaías Godinho

    O feirante Francisco Nascimento afirmou que um homem morreu de infarto em frente à banca onde trabalha e reivindica pela instalação de um ambulatório. “Aqui não tem nenhuma sala para atender os comerciantes quando ocorrem emergências. O calor aqui é muito forte, mas não temos previsão para melhorias”, afirmou o homem.

    A reportagem esteve no local e constatou que, em um dos corredores, homens monitorados por tornozeleira eletrônica faziam venda de entorpecentes. Conforme um feirante, que preferiu não se identificar, o tráfico de drogas e o furto de objetos são comuns no local e acrescentou que alguns traficantes ameaçam os trabalhadores e à população - utilizando arma branca.

    O Portal Em Tempo procurou o responsável pela administração da feira, que preferiu não ter a identidade revelada. Ele informou que as reformas no local estão sendo realizadas de forma gradual, pois depende dos recursos arrecadados dos permissionários mensalmente. “A segurança administrativa é feita regularmente. No entanto, o policiamento militar dentro da feira não é realizado”, frisou a administração, acrescento que um ambulatório vai ser instalado no local.

    A Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) informou que o patrulhamento nas redondezas no bairro Centro é realizado por viaturas motorizadas de duas e quatro rodas da 24ª Companhia Interativa Comunitária (24ª Cicom), unidade responsável pelo policiamento na área.

    A PM-AM também frisou que são realizados Pontos de Relacionamento Comunitário e Visibilidade (PRCV’s), que são viaturas postas em locais estratégicos, visando ter maior proximidade com os frequentadores do local, além de agilizar o atendimento das ocorrências naquela região.

    "Em relação às denúncias relatadas por populares, as vítimas devem efetuar o registro no distrito integrado de polícia (DIP) da área, para fins de investigação da polícia judiciária e, com base nas estatísticas, executar ações imediatas", orienta o órgão em trecho da nota.

    Assista a matéria completa da Web TV Em Tempo: 

    Comentários