Fonte: OpenWeather

    Indígenas


    INDT e Lady’s Mall fazem doações a 66 povos indígenas do Amazonas

    Foram doados 5 mil máscaras e 104 frascos de álcool gel

    Os itens de proteção foram entregues pelo INDT | Foto: Divulgação

    Manaus- Coordenação das Organizações e Povos Indígenas do Amazonas - A  COIPAM recebeu nesta terça-feira (7), 5 mil máscaras e 104 frascos de 500ml de álcool gel do  INDT e a Lady’s Mall. A doação faz parte do projeto 'Mulheres Juntas contra o COVID-19' que distribuirá 10 mil máscaras em hospitais e entidades de saúde do Amazonas com o objetivo de proteção ao novo coronavírus.

    Os povos indígenas são mais vulneráveis a epidemias em função de condições sociais, econômicas e de saúde piores do que as dos não indígenas, o que amplifica o potencial de disseminação de doenças, como a Covid-19.

    Segundo Lu Braga, CEO da plataforma Lady's Mall, o Ministério Público do Amazonas repassou uma lista de necessidades emergenciais de Hospitais e entidades sociais do Estado e o INDT direcionou as primeiras doações para os povos indígenas do Amazonas. Hospitais e entidades de saúde do Amazonas também serão beneficiados.

    Os itens de proteção foram entregues pelo INDT e parceiros ao Coordenador da COIPAM, Sr. Zenilton Mura, que distribuirá as doações por meo de suas bases de operação, às federações de calhas de rios.

    “As doações beneficiarão grande parte dos 66 povos indígenas de várias etnias e regiões do estado do Amazonas: Alto Rio Negro, Ticuna (FOCCIT); Médio Purus  (FOCIMP), Vale do Javari  (Univaja), o Conselho Geral da Tribo Sateré-Mawé (CGTSM), Povo Hexkaryana (CGPH), Alto Madeira (OPIAM), Tenharim-Morogita (APITEM), Jiahui (APIJ), Baixo Marmelos (APIBAM), Tenharim do Igarapé Preto (APITIPRE), Parintintin do Amazonas (OPIPAM), Pirahã do Amazonas (APIHAM) entre outras regiões”, ressaltou Zenilton Mura.

    Movimento Mulheres Juntas contra o COVID-19

    O movimento solidário Mulheres Juntas Contra o Covid-19 entregou 11 mil máscaras, no último dia 27 de junho, para indígenas e crianças em tratamento contra o câncer de Rondônia. Devido à qualidade das máscaras, elas foram destinadas aos profissionais de saúde que atuam nas aldeias. As máscaras foram adquiridas de uma empresa criada por refugiados da guerra da Síria, que empregou 300 brasileiros no meio da pandemia, sendo 50% mulheres.

    Além da doação de máscaras e protetores faciais, o movimento 'Mulheres Juntas contra o COVID-19' arrecada recursos para a compra de respiradores artificiais, insumos e testes de COVID-19 para entidades e hospitais públicos do Amazonas. A plataforma Lady's Mall também atua na promoção de novas oportunidades de geração de renda a mulheres empreendedoras do Amazonas e de todo o País.

    A Schneider Electric Brasil também está apoiando o movimento e tem a meta de produção de 100 mil protetores faciais, que estão sendo distribuídos para instituições de várias cidades do Brasil, representando um investimento de aproximadamente R$ 580 mil.

    *Com informações da Assessoria

    Leia mais:

    Mãe Yanomami recebe corpo de bebê que ficou dois meses no IML de RR

    Doações beneficiam mais de 70 comunidades ribeirinhas do Amazonas

    Doações do SOS Amazônia chegam a comunidades indígenas


    Comentários