Fonte: OpenWeather

    Transporte fluvial


    Órgão de fiscalização estabelece regras de acesso a embarcações no AM

    O objetivo é organizar embarque de passageiros e cargas na Manaus Moderna e Porto Ceasa com vistas na proteção contra a Covid-19

    Segundo a Arsepam, a lotação acima da capacidade estabelecida é perigosa e está relacionada aos altos índices de contaminação da Covid-19 no interior
    Segundo a Arsepam, a lotação acima da capacidade estabelecida é perigosa e está relacionada aos altos índices de contaminação da Covid-19 no interior | Foto: Divulgação/Arsepam

    Manaus- Com o objetivo de organizar o embarque de passageiros e cargas em embarcações no Amazonas, ocorreu uma reunião do órgão competente com os proprietários de balsa na manhã da terça feira (21) e a  A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam). Na ocasião, foram esclarecidas as regras impostas pelo Decreto Estadual nº 42.500, publicado no dia 14 de julho, que dispõe sobre as medidas para autorização da prestação de serviços de transporte fluvial no Amazonas.

    De acordo com o diretor técnico da Arsepam, Heraldo Corrêa, a incidência de casos de lotação acima da capacidade estabelecida é perigosa e está diretamente relacionada aos altos índices de contaminação do coronavírus no interior do Amazonas. Além disso, ainda existem municípios com restrição de acesso, como Parintins, Manicoré e São Paulo de Olivença.

    Uma das providências a serem tomadas pela Arsepam é a realização de ações de orientação sobre as medidas sanitárias e de demarcação de espaços na orla de Manaus, juntamente com os demais órgãos de controle. Para prevenir a constante aglomeração de passageiros e cargas, o órgão irá solicitar que os horários de embarque e desembarque também sejam realizados em horários intercalados. 

    A Arsepam disponibiliza canais de atendimento 24h por meio do Whatsapp (92) 98408-1799, para esclarecimentos ou qualquer tipo de informação a respeito da retomada do serviço.

    Leia mais:

    Bares e flutuantes irregulares são interditados em Manaus

    Deputado propõe programa de segurança aquática em flutuantes

    Bares e flutuantes retomam atividades comerciais em Manaus

    Comentários