Fonte: OpenWeather

    Lixo nas ruas


    Novo lixo da pandemia: máscaras são descartadas em ruas de Manaus

    Além de outros materiais, as máscaras usadas são descartadas de forma incorreta nas ruas de Manaus

     

    Máscara encontrada na avenida São Jorge, zona Oeste de Manaus
    Máscara encontrada na avenida São Jorge, zona Oeste de Manaus | Foto: Bruna Oliveira

    Manaus – O uso de máscaras no Amazonas poderia ser uma realidade muito distante, considerando que a pandemia do novo Coronavírus começou do outro lado do mundo, em Wuhan, na China. Mais real que o uso de máscaras de forma obrigatória é o descarte do material em diversas ruas de Manaus. O que é sinônimo de proteção vira pouco a pouco o “Novo lixo da pandemia”.

    Em ruas pela cidade é possível ver o descarte inadequado das máscaras. O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) orienta, como órgão ambiental, que o  lixo não seja descartado por meio do processo de separação, visando a coleta seletiva, principalmente os descartáveis, mas que sejam descartados junto com o lixo comum dos domicílios adequadamente condicionados em sacos plásticos.

    Basta andar um pouco na cidade para ver as máscaras descartadas nas ruas de Manaus
    Basta andar um pouco na cidade para ver as máscaras descartadas nas ruas de Manaus | Foto: Bruna Oliveira

    De acordo com o analista ambiental e assessor técnico do Ipaam, especializado na área de resíduos sólidos, Antonio Stroski, o cuidado deve ser ainda maior no descarte desses resíduos, principalmente porque podem estar potencialmente contaminados. 

    “Esses sacos devem estar preenchidos até dois terços da sua capacidade, não pode ser até a boca e tem que usar um pequeno lacre ou amarrar esses sacos com um nó já contendo os resíduos. Além disso quando for realizar esse descarte deve se atentar para o horário de serviço de coleta de cada município”, salientou o especialista. 

    A secretária executiva de Educação da Associação Segeam (Sustentabilidade, Empreendedorismo e Gestão em Saúde do Amazonas), Adriana Macedo, explica que medidas como essa ajudam a reduzir o impacto ambiental e podem evitar, inclusive, a transmissão do vírus a outras pessoas.

    Pesquisas recentes mostram que o novo coronavírus pode permanecer na máscara por até sete dias, dependendo da forma como ela é armazenada e das condições climáticas. E, sendo assim, se jogada na rua aumenta-se a chance de que outras pessoas tenham contato com o objeto. 

    O novo lixo já é visto pelas ruas da cidade
    O novo lixo já é visto pelas ruas da cidade | Foto: Reprodução

    “Mesmo com o reforço na informação é bastante comum observarmos máscaras nas ruas, meio-fio e calçadas, o que nos preocupa, já que não sabemos por quanto tempo a pandemia deve durar”, destacou.

    O descarte de máscaras nas ruas pode resultar na poluição dos igarapés, já que durante o período de chuvas, o lixo acaba sendo levado pela água. Assim, animais silvestres podem confundir os objetos com comida e acabarem ingerido.

    Lixo em Manaus 

    A prefeitura de Manaus informou que, em média, form retiradas 32 toneladas de lixo somente nos igarapés e córregos, referente ao período de janeiro a maio de 2020. Os serviços foram realizados nos igarapés do 40, zona Sul; Franco, na avenida Brasil, zona Oeste; e orla da Manaus Moderna, zona Sul; e outros pontos.

    Após a festa de Réveillon, quase 100 toneladas de lixo, foram retiradas da Praia da Ponta Negra. Cerca de 300 agentes de limpeza fizeram a limpeza do local. 

    Leia mais:

    Lagoa poluída é revitalizada e vira lar de mais de 20 espécies de peixes

    Moradores modificam lixeira viciada em local de lazer na Cidade Nova

    Comunidades ribeirinha recebem serviço de limpeza pública

    Comentários