Fonte: OpenWeather

    Internet na Amazônia


    Projeto leva internet para comunidades isoladas na Amazônia

    Desde 2018 a iniciativa impacta 1,4 mil pessoas

    Desde 2018 a iniciativa impacta 1.400 pessoas
    Desde 2018 a iniciativa impacta 1.400 pessoas | Foto: Reprodução

    Manaus-  Projeto leva internet para comunidades remotas do interior do Amazonas desde 2018. Feito pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e a Americanas. Ao todo, a iniciativa beneficia, diretamente, mais de 1.400 pessoas em oito dos nove núcleos da fundação espalhados pelo estado.

    Por conta das distâncias físicas entre as comunidades ribeirinhas e os grandes centros, a escassez de conectividade não apenas mantém os povos da floresta isolados, como impacta seu acesso à saúde, educação, informação, entre outros serviços básicos para uma boa qualidade de vida e para o desenvolvimento sustentável da região. Por conta destes fatores, o acesso à rede já trouxe diversas mudanças para as vidas dos comunitários e ajudou a solucionar desafios importantes, como o da comunicação.

    Na comunidade Três Unidos, do povo Kambeba, localizada à margem do rio Cuieiras, na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro, a 60 quilômetros de Manaus, a chegada da internet facilitou o acesso à informação e tem ajudado o professor de educação indígena, Mário dos Santos Cruz, 31 anos, a encontrar novas formas de organizar os projetos da comunidade.

    “O professor indígena precisa assumir uma posição estratégica. Trabalho com o pessoal da saúde e da religião, na organização da comunidade. Além disso, contribui no processo de reflexão e planejamento dos projetos da comunidade. Sou uma liderança, meu papel social é muito importante na comunidade como professor”, afirma.

    *com informações da assessoria

    Leia mais:

    Vídeo: tarântula gigante ataca e devora pássaro no ar

    AGU obtém bloqueio de R$ 570 milhões de desmatadores da Amazônia

    Artista manauara é escolhida para desenhar mulher do AM para Nivea

    Comentários