Fonte: OpenWeather

    Retorno


    Aulas presenciais retornam em107 escolas do fundamental em Manaus

    Pais de alunos dividem opinião sobre o assunto. Alguns questionam a volta às aulas enquanto outros são positivos com a decisão

    Governador do Amazonas, Wilson Lima, em vistoria no Ceti Prof. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo na manhã desta quarta-feira (30)
    Governador do Amazonas, Wilson Lima, em vistoria no Ceti Prof. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo na manhã desta quarta-feira (30) | Foto: Bruno Zanardo/Secom

    Manaus – O Ensino Fundamental da Rede Estadual retornou com as aulas presenciais nesta quarta-feira (30). No total, 107 escolas voltaram a funcionar, com a expectativa de receber 111 mil estudantes para o ensino híbrido, ou seja em sala e em casa. No Brasil, Manaus foi a primeira capital a voltar com as aulas durante a pandemia, de acordo com a Secretaria Estadual de Educação. No interior, o retorno para as salas continuam suspensas.

    No dia 10 de agosto, 123 escolas do Ensino Médio da rede pública voltaram com as aulas presenciais. As da rede privada, tiveram o seu retorno no dia 6 de julho, respeitando os procedimentos de higienização. Da mesma forma, antes de entrar nas dependências da escola, o estudante deve usar a máscara, ter a temperatura aferida, lavar as mãos ou usar o álcool em gel e respeitar a demarcação de distanciamento  marcada no piso da escola.

    Opinião dos pais

    O assunto do retorno às aulas divide opiniões. A mãe de dois alunos da rede pública, a dona de casa Cristiane Cerqueira, é contra os alunos retornarem à sala de aula. “Acho que, em meio ao aumento de pessoas infectadas, a volta as aulas são mais aliadas a transmissão desse vírus do que benpefica”, contesta.

    Pensamento semelhante tem o pai de aluno, Cidval Sousa. “Hoje o meu filho ficou em casa, ele não vai de jeito nenhum. Sou totalmente contra, porque ele tem toda a vida pra estudar,” afirma. A autônoma Graça Nobre, também é contra a decisão e critica o Governo pelo retorno. Ela disse que nem sempre a temperatura avisa que a pessoa está contaminada, pois alguns não apresentam os sintomas.

    Já a mãe Ana Paula Maia, acredita que o retorno é aceitável, pois a maioria das pessoas já foi infectada. “Sou totalmente a favor da volta às aulas, tanto que meus filhos foram para aula na escola hoje. Todos nós já pegamos a Covid-19, inclusive, eu sou do grupo de risco, já peguei e estou bem. Esse povo que é contra deveria fazer um teste rápido, pois todo mundo já pegou e nem sabe. Muitos são assintomáticos”, declara.

    O EM TEMPO acompanhou o primeiro dia da volta às aulas do Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti), Prof. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo. Segundo a gestora da instituição, a professora Amarilis Barroso, nenhum aluno ou funcionário da escola apresentou temperatura corporal elevada.

    Visita do governador Wilson Lima

    Na manhã desta quarta-feira, o governador do Estado, Wilson Lima, fez uma visita na escola e declarou, em seu discurso, que não pretende voltar com lockdown em Manaus. “Nem passa na minha cabeça”, relatou sobre a possibilidade de um novo confinamento.

    A Seduc prevê que 111 mil alunos voltem às aulas presenciais para o ensino híbrido
    A Seduc prevê que 111 mil alunos voltem às aulas presenciais para o ensino híbrido | Foto: Bruno Zanardo/Secom

    Aumento nos casos

    De acordo com a Fundação de Vigilância e Saúde do Amazonas (FVS-AM), só na última terça-feira (29), 846 pessoas foram confirmadas com o novo coronavírus em Manaus e 410 no interior do Estado.

    Na capital, segundo informações da prefeitura, 32 sepultamentos e sete mortes em domicílio foram registrados na última segunda-feira (28). Dos 137.964 casos confirmados no Amazonas, 50.862 são de Manaus (36,87%) e 87.102 do interior (63,13%).

    Além da capital, os 61 municípios têm casos confirmados: Coari (7.030); Parintins (5.047); São Gabriel da Cachoeira (4.292); Manacapuru (3.931); Tefé (3.675); Humaitá (3.334); Lábrea (2.751); Barcelos (2.648); Eirunepé (2.324); Santa Isabel do Rio Negro (2.163); Itacoatiara (2.137); Presidente Figueiredo (2.127); Carauari (2.066); Iranduba (1.991); Ipixuna (1.910); Tabatinga (1.862); São Paulo de Olivença (1.837); Maués (1.634); Benjamin Constant (1.604); Careiro (1.560); Rio Preto da Eva (1.454); Manicoré (1.422); Pauini (1.361); Autazes (1.308); Boca do Acre (1.306); Santo Antônio do Içá (1.223); Alvarães (1.219); Urucurituba (1.027); Atalaia do Norte (1.008); Barreirinha (989); Nova Olinda do Norte (989); Tapauá (972); Guajará (933); Itapiranga (907); Nhamundá (859); Beruri (842); Fonte Boa (802); Anori (772); Anamã (768); Borba (712); Uarini (710); Amaturá (707); Urucará (698); Novo Aripuanã (695); Envira (655); São Sebastião do Uatumã (620); Tonantins (612); Itamarati (571); Maraã (523); Juruá (510); Manaquiri (492); Novo Airão (481); Silves (454); Japurá (446); Canutama (414); Jutaí (369); Boa Vista do Ramos (366); Caapiranga (316); Codajás (261); Apuí (213) e Careiro da Várzea (193).


    Leia mais:

    Escolas estaduais realizam medidas de higienização para receber alunos

    Seduc-AM retoma provão eletrônico adiado em pandemia

    Provão eletrônico da Seduc oferece possibilidade de realização de provas online em Manacapuru

    Comentários