Fonte: OpenWeather

    Agricultura indígena


    Alunos em Autazes recebem kits de alimentos de agricultura indígena

    Ao todo, 4.475 alunos indígenas serão contemplados com produtos de quatro fornecedores formais e 31 produtores individuais indígenas

    Foram destinados R$ 1,7 milhão para o oferecimento de alimentação escolar com qualidade no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)
    Foram destinados R$ 1,7 milhão para o oferecimento de alimentação escolar com qualidade no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) | Foto: Tácio Melo/Secom

    Manaus - A Secretaria de Estado de Educação e Desporto em passagem pelo município de Autazes, a 113 quilômetros de Manaus, realizou a distribuição de kits com insumos tradicionalmente indígenas à aldeia São Félix, na Escola Estadual (EE) Raimundo Sá. 

    De acordo com a assessoria, os alimentos são oriundos de agricultores indígenas, que, pela primeira vez, no Amazonas, estão vendendo os insumos para o consumo em unidades de ensino das comunidades onde moram.

    O feito só foi possível graças à Chamada Pública para Merenda Indígena, da Secretaria de Educação, realizada no início do ano e com validade de 12 meses. 

    Por meio dela, foram destinados R$ 1,7 milhão para o oferecimento de alimentação escolar com qualidade – e respeitando os costumes e tradições dos povos beneficiados –, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e atendendo a Nota Técnica do Ministério Público do Amazonas (MPF-AM).

    Ao todo, 4.475 alunos indígenas serão contemplados com produtos de quatro fornecedores formais e 31 produtores individuais indígenas. 

    Estão sendo investidos, ainda, cerca de R$ 720 mil no setor, beneficiando 16 municípios do Amazonas, são eles: Alvarães, Anamã, Atalaia do Norte, Autazes, Borba, Carauari, Coari, Japurá, Manaus, Maraã, Nhamundá, Pauini, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé e Uarini. 

    De acordo com a secretária executiva adjunta de Gestão, da Secretaria de Educação e Desporto, Rosalina Lôbo, a entrega dos kits representa o comprometimento da pasta com a segurança alimentar dos estudantes. 

    “Agora, mesmo em período de pandemia e sem aulas presenciais, nós não nos furtamos a executar essas contratações e a absorver essa produção. A partir daí, como os alunos estão em casa, usando outras estratégias pedagógicas complementares, seria importante distribuir esses alimentos, em formato de kits, para garantir a segurança alimentar dos estudantes”, reforçou.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Novas instalações de equoterapias da PM são inauguradas em Manaus 

    515 motoristas foram autuados neste fim de semana prolongado no AM

    Comentários