Fonte: OpenWeather

    Homenagem


    ‘Fizemos a melhor gestão pública de Manaus’, diz prefeito

    Em tom de despedida, prefeito reconhece trabalho de equipe e diz que fez a melhor gestão na prefeitura

    Na ocasião, o gestor fez uma avaliação de sua administração e disse esperar que a próxima gestão continue trazendo melhorias à cidade | Foto: Divulgação/ Semcom

    “As pessoas podem me amar ou me detestar, mas serão obrigadas a aceitar o fato que fizemos a melhor gestão pública de Manaus”. A fala em tom de despedida é do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, na cerimônia de entrega de cartões alimentação para alunos da rede pública municipal, ocorrida na escola municipal Sérgio Pessoa Figueiredo, Zona Sul, nesta quarta-feira (16), onde também foram feitas homenagens a gestores municipais premiados pelos resultados obtidos em suas áreas de atuação.

    Na ocasião, o gestor fez uma avaliação de sua administração e disse esperar que a próxima gestão continue trazendo melhorias à cidade. “Que ninguém possa desvirtuar esse caminho, que as pessoas que venham continuem com uma obra digna e que tem toda uma preocupação com a história. Tenho uma preocupação muito forte com a história do meu país e, principalmente, da minha cidade e do meu Estado”, comentou o chefe do Executivo municipal, acompanhado da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

    O prefeito de Manaus fez um desabafo sobre seus mandatos na Prefeitura de Manaus, durante oito anos, em que encontrou uma forma arcaica de gerir a cidade e enfrentou o desafio de inverter a dinâmica do trabalho para trazer as políticas públicas e os investimentos necessários para a cidade. Arthur disse que está na hora de virar a página e sua carreira como gestor da cidade se encerra, irreversivelmente, em 31 de dezembro deste ano.

    “Tudo o que fiz foi por amor a Manaus. É impressionante como a cidade não conhecia essa forma de trabalhar. Tenho alguns orgulhos na minha carreira política e ser prefeito de Manaus foi minha maior alegria. Mas essa é uma página que se encerra no dia 31 de dezembro. Será uma etapa virada e partirei para outros horizontes. Esse futuro próximo pertence a mim, e o mais distante pertence a Deus e um pouquinho a mim também”, afirmou o prefeito.

    O prefeito destacou que fez a sua administração baseada em um tripé: o equilíbrio fiscal, obtido em várias etapas; o equilíbrio da Previdência, de onde saímos de um déficit de R$ 3 bilhões para um superávit superior a R$ 1 bilhão; e os investimentos em obras em todas as áreas, todas planejadas e executadas com muita responsabilidade.

     Reconhecimento

    Sobre as homenagens, Arthur elogiou cada um dos secretários pelos ganhos obtidos em suas áreas e, em especial, à secretária de Educação, Kátia Schweickardt, pela conquista do “Prêmio Espírito Público 2020” - Gestoras do Brasil, na categoria Educação. A premiação é considerada o maior evento de reconhecimento de pessoas que transformam o setor público brasileiro. A divulgação dos nomes foi realizada nesta terça-feira, 15/12, com transmissão ao vivo.

    Segundo Arthur, a conquista coroa todo um trabalho desenvolvido ao longo da sua gestão e que colocou a cidade entre as melhores no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). “A Kátia é, de fato, a melhor gestora da educação no país, e montou uma grande equipe”, afirmou o prefeito, referindo-se aos servidores da Semed.

    A secretária disse que a gestão da educação fez uma inversão na estratégia pedagógica, olhando para o processo ensino-aprendizagem. “Nós refizemos nossa missão para garantir a educação, a inclusão, olhando para as transformações sociais e empoderando nossos alunos. Nossa visão é ser referência nacional em educação básica, e conseguimos isso. Hoje, somos essa referência”, disse a secretária, estendendo a todos os professores, gestores e técnicos da educação municipal, o prêmio recebido por ela.

    A escola Sérgio Pessoa também foi premiada por suas estratégias pedagógicas no período da pandemia. “Nós saímos na frente e hoje somos copiados”, disse a secretária de Educação. “Sou muito grata por ter servido essa cidade e quero fazer um agradecimento especial ao prefeito. Não existe em nosso Estado um homem público com a visão de estadista que ele tem. E é por isso que hoje conquistamos esse prêmio, de Espírito Público em gestão educacional”, finalizou Kátia.

    A secretária de Finanças e Tecnologia da Informação, Mariza Gentil; a diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Benayon; e o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, também foram homenageados pela boa gestão em suas pastas. A primeira, pela maneira responsável de gerir as contas públicas, pelo equilíbrio fiscal e eficiência em gestão alcançados. A Manaus Previdência por ter conquistado todos os prêmios de gestão e investimentos, recuperando a Previdência municipal; e, na saúde, por ter obtido o melhor índice de cobertura de atenção primária, em todos os tempos.

    Mariza destacou o esforço da Semef para obter o equilíbrio fiscal e recursos para investimentos nas obras necessárias à cidade. “Eu sinto que a gente está deixando uma Manaus totalmente organizada, preparada e, como servidora e cidadã, sinto-me muito gratificada por, de alguma forma, ter contribuído para isso acontecer”, disse, agradecendo o apoio do prefeito.

    “Ninguém faz nada sozinho, e por isso eu parabenizo todos os servidores da prefeitura e da Previdência. Não deixo de reconhecer a importância de cada um, que passou pela Previdência. Já acumulamos 15 prêmios, certificações e reconhecimentos e estamos, hoje, como única capital no nível 4 de gestão previdenciária e a cidade com melhor investimento dos recursos de sua Previdência”, mencionou a diretora-presidente da Manaus Previdência, Daniela Benayon.

    Já o gestor da Saúde municipal, Marcelo Magaldi, também foi homenageado pelos resultados obtidos. “Como cidadão e servidor, eu só tenho a agradecer. Temos avanços em todas as áreas e o prefeito Arthur sempre cobrou e exigiu da equipe o equilíbrio fiscal, e fiz parte disso na Semef, na Previdência e na Saúde”, disse o secretário. “Aceitei o desafio, mesmo sendo economista”, destacou.

    *Com informações da assessoria

    Comentários