Fonte: OpenWeather

    Manifestação


    Paralisação parcial de ônibus afeta quase 140 mil usuários em Manaus

    Sem respostas sobre a 2ª parcela do 13º salário, trabalhadores das empresas Via Verde, Viação São Pedro, Açaí Transportes e Expresso Coroado não tiraram 30% dos ônibus das respectivas garagens

    A paralisação iniciou às 4h e encerrou por volta das 8h
    A paralisação iniciou às 4h e encerrou por volta das 8h | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Manaus - Alguns pontos da capital amazonense amanheceram sem ônibus do transporte público na manhã desta segunda-feira (21). Cinco empresas suspenderam parcialmente as atividades e operaram apenas com 70% da frota. A paralisação iniciou às 4h e encerrou por volta das 8h. O ato prejudicou 137,4 mil passageiros, conforme uma estimativa do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram). 

    As principais reivindicações dos rodoviários são os pagamentos da segunda parcela do 13º salário e do adiantamento quinzenal.

    Sem nenhum posicionamento, trabalhadores das empresas Via Verde, Viação São Pedro, Açaí Transportes e Expresso Coroado não tiraram 30% dos ônibus das respectivas garagens. As outras empresas operaram normalmente, conforme o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM). 

    "Foi um esquenta. Após a manifestação, as empresas deram uma sinalização que devem pagar hoje (segunda) o adiantamento salarial, até às 15h vai estar nas contas dos rodoviários. E na quarta-feira ficaram de pagar a segunda parcela do 13º salário", explicou o presidente em exercício do STTRM, Josenildo Mossoró. 

    Sinetram 

    Por meio de nota, o Sinetram informou que não foi previamente notificado sobre a greve desta segunda-feira, em Manaus. A entidade ressaltou que deve tomar as medidas judiciais cabíveis em face do Sindicato dos Rodoviários, pois não há nenhuma verba em atraso.

    O Sinetram destacou que, por volta das 9h30, operação já se encontrava normalizada e que está mantendo diálogo com o Sindicato dos Rodoviários para que os serviços de transporte coletivo sejam mantidos para a população.

    Leia mais

    Sem 13º, rodoviários ameaçam paralisação geral para a próxima segunda

    Greve geral: rodoviários dão prazo de 24h para empresários de Manaus

    Motoristas desrespeitam lei e são flagrados alcoolizados


    Comentários