Fonte: OpenWeather

    Previsão


    O que já se sabe sobre a vacinação para Covid-19 no Amazonas

    As previsões do Governo do Estado do Amazonas são entre fevereiro e março, mas data oficial da vacinação nacional deve ser divulgada nesta segunda (4) pelo Governo Federal

     

    Vacinação deve ser feita ainda no início de 2021
    Vacinação deve ser feita ainda no início de 2021 | Foto: Divulgação

    Manaus – Com a alta de casos de infecções, internações e mortes por coronavírus no Amazonas, e com a previsão das autoridades de saúde de que o estado deve passar por situações ainda mais preocupantes que as atuais, a população clama pela vacina contra Covid-19. Mas quando essa imunização ocorrerá?

    A Prefeitura de Manaus, quando questionada, afirma que seguirá o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, do Governo Federal, enquanto o Governo do Amazonas diz que tenta agilizar o processo de aquisição da vacina no estado.

    Nenhuma das narrativas divulgou data para o início das vacinações, e a previsão do Governo do Estado do Amazonas para a distribuição das vacinas é entre os meses de fevereiro e março, conforme anunciou Wilson Lima durante coletiva de imprensa realizada em dezembro.

    Enquanto estados como Rio de Janeiro e São Paulo se articulam para iniciar a imunização ainda em janeiro, o Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, cita diversas datas para o início do plano do Governo Federal, e deve anunciar somente nesta segunda-feira (4), quando irão, de fato, começar as vacinações.

    Planejamento do Governo do Amazonas

    Em reunião com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Mário de Mello - que testou positivo para Covid-19 na última sexta-feira (1°) – o governador Wilson Lima explicou que o estado já dispõe de 1,5 milhão de seringas para a vacina, sendo que mais 500 mil estão em processo de aquisição.

    Durante coletiva de imprensa, Lima também afirmou que o governo será responsável pela chegada das vacinas às cidades, mas a distribuição será de competência das prefeituras. Ainda não há informações sobre a empresa que irá disponibilizar as vacinas.

    Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil já negociou doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, pela Pfizer, em parceria com a BioNTech e pela Covax Facility.

    A vacinação dos grupos de risco, como idosos e profissionais da saúde, será uma prioridade, assim que o imunizante estiver disponível no país.

     Leia mais:

    Da produção ao destino final: o caminho da vacina para o Amazonas

    Wilson Lima pede prazo mais curto para entrega de vacina ao Amazonas

    Governo anuncia hoje plano nacional de vacinação contra Covid-19

    Comentários