Fonte: OpenWeather

    Início das vacinações


    Cerca de 20 mil pessoas devem ser vacinadas contra Covid-19 em Manaus

    No total, a capital amazonense recebeu 40.072 mil vacinas, para a primeira e segunda dose da imunização dos profissionais de saúde e indígenas

     

    Profissionais vacinados com o primeiro lote correspondem a 34% da quantidade total dos trabalhadores que atuam na linha de frente
    Profissionais vacinados com o primeiro lote correspondem a 34% da quantidade total dos trabalhadores que atuam na linha de frente | Foto: Divulgação

    Manaus - Das 256 mil doses recebidas pelo Governo do Estado do Amazonas, do primeiro lote da vacina contra a Covid-19 produzida pela empresa chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, que chegaram à capital nesta segunda-feira (18), apenas 40.072 mil doses foram destinadas à Manaus, segundo informou o prefeito David Almeida na solenidade de início de vacinação, realizada nesta terça-feira (19).

    As doses recebidas pela prefeitura serão utilizadas para vacinar 19.250 profissionais da área de saúde e 386 indígenas aldeados na área rural de Manaus. Os trabalhadores que mantêm a linha de frente contra a Covid-19 deverão ser vacinados nos próprios postos de atendimentos em que atuam.

    "Estamos em guerra, e nosso inimigo está ceifando a vida de inúmeros amazonenses. A Prefeitura está preparada nesse momento para combater nosso inimigo", afirmou David Almeida. 

     

    De forma simbólica, três trabalhadoras da linha de frente receberam a vacina
    De forma simbólica, três trabalhadoras da linha de frente receberam a vacina | Foto: César Gomes/EM TEMPO

    Quantidade 

    Segundo o prefeito David Almeida, a quantidade de doses recebidas pela capital é desproporcional ao número de pessoas que devem receber as vacinas na primeira fase, destinada aos idosos - que não recebem a imunização nesse primeiro momento - trabalhadores da saúde e indígenas.

    "Somente de profissionais de saúde, temos 56 mil em Manaus, e 70% dos trabalhadores da área vivem aqui na capital, o único lugar do estado onde temos leitos de UTI", afirmou o prefeito. De acordo com Almeida, Manaus teria capacidade de vacinar 60 mil pessoas por dia. 

    Os profissionais vacinados com o primeiro lote correspondem a 34% da quantidade total dos trabalhadores que atuam na linha de frente, ainda segundo o prefeito. 

    Defesa ao SUS

    Na solenidade de abertura da campanha de vacinação, três mulheres que atuam na saúde municipal receberam a primeira dose contra a Covid-19, de forma simbólica. No momento histórico, a titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe, considerou uma vitória da ciência e defendeu o Sistema Único de Saúde (SUS). 

    "O SUS é o maior patrimônio da população brasileira. Todo mundo merece e tem direito ao SUS, tanto rico quanto pobre. Os princípios do SUS são lindos, e eu convido a todos, depois, procurar e conhecer o que eles significam", afirmou a secretária.

    Fraxe ressaltou ainda a importância da imunização, e explicou aos vacinados que a primeira dose não é o suficiente para garantir a imunidade, solicitando a continuidade das medidas de segurança contra a Covid-19.

    Leia mais 

    Manaus começa a vacinar contra a Covid-19 nesta terça-feira

    'A esperança chegou' anuncia prefeito de Manaus após chegada da vacina

    Indígena é a primeira a ser vacinada contra a Covid-19 no Amazonas



    Comentários