Fonte: OpenWeather

    Incidente


    Após ser atingido por balsa, Porto de Humaitá continua interditado

    Uma balsa carregada de brita atingiu a estrutura

     

    O DNIT já enviou uma equipe técnica para avaliar os danos
    O DNIT já enviou uma equipe técnica para avaliar os danos | Foto: Divulgação

    Humaitá - O Porto de Humaitá (município distante 560 em linha reta de Manaus) ainda está interditado após um incidente ocorrido no dia 21 de janeiro, quando uma balsa carregada de brita que estava à deriva no Rio Madeira atingiu a estrutura. 

    Conforme moradores,  o acidente aconteceu por volta de 19h30 e o impacto foi tão violento que arrebentou os cabos de um segundo flutuante, onde fica uma ponte, comprometendo gravemente a estrutura. 

    Um vídeo gravado por pessoas que presenciaram o incidente mostra a estrutura comprometida. 

    Capa do Vídeo
    | Autor: Divulgação
     

    A reportagem entrou em contato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), já que uma equipe técnica do órgão foi enviada para a IP4 de Humaitá após a colisão de uma balsa com a infraestrutura de pequeno porte.

    No momento, a Autarquia realiza os levantamentos para identificar a melhor solução a ser aplicada na IP4. Em nota, a Marinha do Brasil por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval, informou que está em andamento um inquérito administrativo para apurar as causas, circunstâncias e possíveis responsabilidades do acidente. O Terminal segue interditado até que sejam sanados os danos causados pelo acidente.

    A Secretária de Saúde do Amazonas (SES-AM) afirmou que o episódio não impactou as ações do Governo na logística do envio de insumos hospitalares e oxigênio.

    Comentários