Fonte: OpenWeather

    Recuperação


    Mulher com 117 anos de idade se recupera da Covid-19

    A pessoa mais velha da Europa, a freira francesa Irmã Andrée, sobreviveu à Covid-19 e celebrará o seu 117º aniversário esta semana

     

    A freira francesa Irmã Andrée, sobreviveu à Covid-19 e celebrará o seu 117º aniversário esta semana
    A freira francesa Irmã Andrée, sobreviveu à Covid-19 e celebrará o seu 117º aniversário esta semana | Foto: Divulgação

    A pessoa mais velha da Europa, a freira francesa Irmã Andrée, sobreviveu à Covid-19 e celebrará o seu 117º aniversário esta semana. Lucile Randon, que adotou o nome de Irmã Andree quando ingressou em uma ordem de caridade católica em 1944, testou positivo para o coronavírus em sua casa de repouso em Toulon, no sul da França, em 16 de janeiro. Ela foi isolada dos outros residentes, mas não apresentou sintomas.

    Questionada se tinha medo de pegar Covid, a Irmã disse: 

    "Não, não tive medo porque não tinha medo de morrer. Estou feliz por estar com vocês, mas gostaria de estar em outro lugar: com meu irmão mais velho, meu avô e minha avó".

    David Tavella, porta-voz da casa de repouso Sainte Catherine Labouré, disse que a mulher está bem e ansiosa pelo seu aniversário.

    "Acreditamos que ela esteja curada. Ela está muito tranquila e quer comemorar na quinta-feira".

    A irmã Andrée, que nasceu em 11 de fevereiro de 1904, é a segunda pessoa viva mais velha do mundo, segundo a lista do Grupo de Investigação Gerontológica (GRG), só superada pela japonesa Kane Tanaka, que completou 118 anos no dia 2 de janeiro.

    As 20 pessoas mais velhas do mundo na lista GRG são todas mulheres.

    *Com informações do Extra

    Comentários