Fonte: OpenWeather

    Câncer


    AM garante tratamento de mulheres que passaram por cirurgia oncológica

    Grupo retornou a Manaus na tarde de terça-feira (9) e dará sequência ao tratamento na FCecon

     

    A esperança de vencer o câncer de mama tem se tornado realidade nas vidas dessas oito mulheres
    A esperança de vencer o câncer de mama tem se tornado realidade nas vidas dessas oito mulheres | Foto: Arthur Castro/Secom

    Manaus (AM) - A esperança de vencer o câncer de mama tem se tornado realidade nas vidas de oito mulheres que passaram, na manhã desta quarta-feira (10/02), pela primeira consulta pós-operatória, na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

    O grupo realizou cirurgia oncológica no Hospital de Câncer III, do Instituto Nacional de Câncer (Inca), na cidade do Rio de Janeiro (RJ). As pacientes, que retornaram a Manaus na tarde de terça-feira (09/02), receberam, em menos de 24 horas da chegada, o primeiro atendimento para dar continuidade ao tratamento na capital amazonense.

    Com o retorno das pacientes, a mastologista Hilka Espírito Santo, que acompanha o quadro clínico delas desde os primeiros atendimentos na FCecon, destaca a importância da continuação do tratamento nesta nova fase e explica quais serão os próximos procedimentos para garantir o atendimento ao grupo na unidade.

    “Elas foram operadas semana passada lá no Inca III, no Rio, e voltaram ontem. Hoje elas estão voltando aqui na FCecon para fazer a continuidade do tratamento delas. Vai ser o pós-operatório, e se elas tiverem que complementar o tratamento com radioterapia, alguma coisa nesse sentido, a gente vai dar continuidade”, explicou.

     

    Aos 24 anos de idade, Brenda Oliveira precisou passar pela cirurgia para tratamento do câncer de mama.
    Aos 24 anos de idade, Brenda Oliveira precisou passar pela cirurgia para tratamento do câncer de mama. | Foto: Arthur Castro/Secom

    Aos 24 anos de idade, Brenda Oliveira precisou passar pela cirurgia para tratamento do câncer de mama.

    A jovem, que representa a força e a esperança para o grupo de mulheres que passaram pela cirurgia, destaca a importância de encarar cada fase da doença sempre com otimismo.

    “Eu digo que a gente tem que subir um degrau de cada vez, comemorar cada vitória, e tanto eu quanto as minhas amigas estamos muito felizes, tanto pelo atendimento excelente que a gente teve pelo Inca quanto pelo resultado que nós tivemos da cirurgia. Todas as oito vieram bem, estáveis, com evolução do quadro ótima, e agora a expectativa é subir mais um degrau, que é fazer a continuidade do tratamento aqui no Cecon e seguir para a vitória”, enfatizou Brenda Oliveira.   

    Para Antônia da Silva, uma das pacientes que passou pela cirurgia, a parceria entre os estados do Amazonas e Rio de Janeiro foi fundamental para que ela pudesse realizar a operação, em caráter de urgência. Ela relata sua expectativa para esse período de retomada do acompanhamento pela FCecon. 

     

    “As expectativas são ótimas porque tem a equipe aqui da doutora Hilka, que vai continuar o tratamento", disse a paciente.
    “As expectativas são ótimas porque tem a equipe aqui da doutora Hilka, que vai continuar o tratamento", disse a paciente. | Foto: Arthur Castro/Secom

    “As expectativas são ótimas porque tem a equipe aqui da doutora Hilka, que vai continuar o tratamento. Nós nos livramos sim, mas tem os outros processos de exames, radioterapia e contamos também em realizar e finalizar o tratamento”, disse a paciente.

    Transferência

    O grupo foi transferido no dia 29 de janeiro para o Rio de Janeiro, por meio de parceria entre o Governo do Amazonas e o Governo Federal garantindo que fossem realizadas as oito cirurgias em tempo hábil e não houvesse interrupção no tratamento iniciado na Fcecon.

    Nesta terça-feira (09/02), mais oito pacientes oncológicos foram transferidos para aquele mesmo estado, onde irão passar pelo procedimento cirúrgico.

    *Em Tempo, com informações da assessoria

    Leia mais:

    Fiocruz alerta para transmissibilidade das variantes de Covid-19

    Pacientes em Manaus comemoram alta após vencerem a Covid-19

    Cartórios do AM registram o menor número de nascimentos em janeiro

    Comentários