Fonte: OpenWeather

    REABERTURA DO COMÉRCIO


    Centro de Manaus registra aglomeração com reabertura do comércio

    Reabertura do comércio começou nesta segunda-feira (22), após decreto estadual flexibilizar restrições. O horário de funcionamento é das 9h as 15h

     

    Equipe do EM TEMPO foi às ruas do centro da cidade para saber como foi o 1º após reabertura
    Equipe do EM TEMPO foi às ruas do centro da cidade para saber como foi o 1º após reabertura | Foto: Bryan Riker/ Em Tempo

    Manaus - O centro de Manaus apresentou aumento na movimentação de pessoas, nesta segunda-feira (22), após a flexibilização de restrições e a reabertura do comercio. O primeiro dia com o novo decreto em vigor permite reabertura de comércios em geral, shoppings e estabelecimentos com licença para restaurante.

    Fechado desde o dia 4 de janeiro deste ano, o comercio local reabriu, mas com restrições: só  pode funcionar apenas entre 9h e 15h. Mesmo sendo constantemente frisado que a população deve sair de casa apenas caso haja necessidade, a área central apresentou grande movimentação de pessoas, algumas delas ainda sem máscara, nesta sexta.

     

    Nas ruas, ainda é possível flagrar pessoas sem máscaras
    Nas ruas, ainda é possível flagrar pessoas sem máscaras | Foto: Bryan Riker/ Em Tempo

    Para o comerciante Joaquim Rosas, o momento ainda é de medo. À equipe do Portal EM TEMPO, ele contou que reabriu a banca de revistas, pois precisa pagar as contas, mas teme pela própria saúde e da esposa, por serem do grupo de risco.

    "Eu sou a favor de fechar tudo, não vou mentir. Sou grupo de risco, assim como minha esposa, e já perdi vários amigos para essa doença, mas tudo para e as faturas continuam vindo", conta.

    No decorrer da entrevista, seu Joaquim reforça ainda que teve ajuda da família para se manter financeiramente durante o período em que esteve de portas fechadas, algo que muitas pessoas não têm.

     

    Comerciantes retornam as ruas, mas sob clima de medo
    Comerciantes retornam as ruas, mas sob clima de medo | Foto: Bryan Riker/ Em Tempo

    Em contra partida, para outros, como a garçonete estrangeira Elizete Vasques, a movimentação maior nas ruas veio na melhor hora. "Eu trabalhava em um restaurante aqui no centro como garçonete, mas pelo decreto ele não pode mais abrir a noite, então fiquei sem trabalhar. Agora fiquei só com a minha venda de água nas ruas", relembra. 

    Diferente de Joaquim, e apesar dos decretos, as vendas de Vasques no Centro não pararam. Com o novo decreto que flexibiliza o funcionamento das lojas e shoppings, ela consegue vender ainda mais. "Essa é minha fonte de renda agora, sei que os casos aumentaram, mas estou me cuidando", afirma.

    Novo decreto estadual

     

    Os comércios em geral, neste caso em especial os do centro da cidade, podem funcionar apenas entre 9h e 15h
    Os comércios em geral, neste caso em especial os do centro da cidade, podem funcionar apenas entre 9h e 15h | Foto: Bryan Riker/ Em Tempo

    As lojas em geral poderão abrir de 9h às 15h, de segunda a sábado. No domingo, fica proibido o funcionamento. O delivery continua em funcionamento de 8h às 17h, e drive thru, de 8h às 16h.

    Shoppings centers também estão liberados de 10h às 16h, de segunda a sábado, com delivery de 8h às 17h, e drive thru de 10h às 17h.

    Restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos registrados como restaurantes, podem funcionar de 6h às 16h, de segunda a sábado, com capacidade máxima de 50%. O delivery pode funcionar até 22h e drive thru até 18h.

    Dados da Covid-19 no Amazonas 

    Apesar da flexibilização e reabertura do comércio, os números de casos de Covid-19 e mortes ainda são grandes no Amazonas. 

    No domingo (21), foram registrados 753 novos casos, totalizando 306.003. Já o número de mortes cresceu para 10.462.

    Leia mais

    Prefeitura monta esquema de transporte para os dois dias de provas

    Serviços de saúde serão mantidos durante ponto facultativo no AM; veja

    Detran-AM continua com atividades suspensas no Amazonas; veja

    Comentários