Fonte: OpenWeather

    Violência


    Famílias são obrigadas a deixar residências às pressas após enchente

    Os municípios de Boca do Acre e Guajará já decretaram situação de emergência. Além deles, estão em estado de alerta Envira, Ipixuna, Eirunepé, Itamarati, Carauari, Juruá, Pauini, Lábrea, Canutama e Tapauá

     

    Cercada pelas águas do rio Juruá, Envira é mais um dos municípios amazonenses que tem sido castigado pela enchente amazônica
    Cercada pelas águas do rio Juruá, Envira é mais um dos municípios amazonenses que tem sido castigado pela enchente amazônica | Foto: Divulgação

    Envira (AM) - Localizado a mais de 1.200 quilômetros da capital, o município de Envira vive uma situação dramática em meio a cheia dos rios. Segundo a Defesa Civil, mais de 160 pessoas estão desalojadas.

    Cercada pelas águas do rio Juruá, Envira é mais um dos municípios amazonenses que tem sido castigado pela enchente amazônica. Os moradores estão sendo obrigados a deixar seus pertences para trás, antes que sintam os pés molhados pelo rio que invade residências e estabelecimentos comerciais.

    De acordo com o secretário Municipal de Meio Ambiente, Ismael Dutra, as famílias que tiveram as suas casas inundadas pela cheia estão sendo levadas para abrigos públicos.

    "Ao todo, estamos acomodando cerca de 160 pessoas desalojadas. Neste momento precisamos muito de  cestas básicas, água potável e colchões", relatou Dutra.

    O cenário se torna ainda mais preocupante com o fato de todas as serrarias do município estarem completamente inundadas. A falta de madeira, insumo essencial para levantar o nível das residências em relação ao solo, ameaça ainda mais moradores de áreas que estão prestes a ser tomadas pela água.

    "Nós precisamos muito de madeira e é sem dúvidas o nosso maior problema", pontuou o secretário.

     

    O cenário se torna ainda mais preocupante com o fato de todas as serrarias do município estarem completamente inundadas
    O cenário se torna ainda mais preocupante com o fato de todas as serrarias do município estarem completamente inundadas | Foto: Divulgação

    Sudoeste do Amazonas em alerta

    Os municípios de Boca do Acre e Guajará já decretaram situação de emergência. Além deles, estão em estado de alerta Envira, Ipixuna, Eirunepé, Itamarati, Carauari, Juruá, Pauini, Lábrea, Canutama e Tapauá.

    Crise no Acre

    No olho da crise da cheia amazônica, o estado do Acre vive um caos, com mais de 37 mil famílias desalojadas ou desabrigadas. Ao todo, a enchente afeta dez dos 22 municípios do Amazonas.

    Leia mais

    Médico usa canoa para atender criança em cidade alagada no Acre

    Acre já registra quase 130 mil afetados com cheia dos rios

    Boca do Acre entra em situação de emergência por causa da cheia



    Comentários