Fonte: OpenWeather

    Infraestrutura


    Amazonas a todo 'vapor' mesmo na pandemia

    No total, mais de 90 obras estão sendo realizadas em todo o Amazonas

    Manaus (AM) - A pandemia provocada pela Covid-19 obrigou algumas organizações do setor público e privado a adiar alguns planejamentos. Porém, as obras estaduais continuam a todo o vapor. Um total de 91 obras na capital e no interior do Amazonas estão sendo executadas, conforme informou a Secretaria de Infraestrutura do Amazonas (Seinfra) ao EM TEMPO. As obras estão distribuídas nos segmentos de mobilidade, edificações, saneamento, recuperação de orlas, obras de iluminação pública, demolição e pontes.

    Na área de infraestrutura aeroportuária, o Governo do Amazonas está trabalhando junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), no processo de adequação de 13 aeródromos no interior, de modo a facilitar a logística entre a capital e os municípios.

     

    Aeródromo de Eirunepé é um dos contemplados para ações de reforma
    Aeródromo de Eirunepé é um dos contemplados para ações de reforma | Foto: Divulgação

    O Estado possui a outorga dos aeródromos de Manaus, Carauari, Fonte Boa, Lábrea, Maués, Manicoré, Barcelos e Eirunepé. A outorga dos aeródromos citados é facultada ao estado por meio de Convênio de Delegação designado pelo Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria de Aviação Civil (SAC). Ainda assim, o compromisso com a reforma foi assumido. Ainda não possuem convênios de delegação os aeródromos de Anori, Borba, Itacoatiara, Nova Olinda do Norte e Santo Antônio do Içá.

    No setor rodoviário foi iniciado por meio do Plano Emergencial de Manutenção de Rodovias, um processo de recuperação, revitalização e construção de estradas em todo estado, sob a responsabilidade da Seinfra.

    Na capital, está em execução a obra do Anel Sul, que recentemente entregou o maior viaduto já construído na Região Norte, com destaque para o trevo que atende a todas as necessidades do tráfego, proporcionando maior fluxo de veículos das zonas Norte, Leste e Centro-Oeste.

    Obras no interior

    A obra de pavimentação do ramal Marechal Rondon, em Autazes, prevê a recuperação no km 91 da AM-254 – a Estrada de Autazes. Esse ramal tem 4,7 km de extensão e irá beneficiar a produção hortifrutigranjeira, de leite e derivados. O Ramal São Feliz também recebe obra de recuperação, beneficiando as aldeias dos índios São Félix e Cuia.

    A revitalização da Estrada Carlos Braga, que dá acesso à sede do município de Iranduba, na altura do km 18 da AM-070, também recebe serviços em 10,5 quilômetros de extensão da estrada.

    A Seinfra trabalha na recuperação de outros dois ramais em Iranduba, situados respectivamente nos Km 24 e 26 da rodovia Manoel Urbano (AM-070), o Ramal da Cachoeira do Castanho, com 7,68 km e o Ramal do Uga-Uga, com 8,62 km de extensão.

    Em Coari, o Governo do Amazonas determinou a recuperação da Estrada Coari-Itapéua, que vai interligar a sede do município de Coari às comunidades de Itapéua e Guarabira. A estrada que possui 19,94 quilômetros de extensão irá beneficiar produtores rurais de outros 10 ramais e de 12 comunidades do Lago Mamiá.

    O Governo do Amazonas também está promovendo a recuperação do Ramal de Santa Maria, situado no km 13 da AM-070, a rodovia Manuel Urbano. Com 7,33 km de extensão, o ramal recebe serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem e sinalização. A obra vai facilitar o escoamento da produção local.

    “Esse ramal é uma via importante para o escoamento da produção do município de Iranduba, que já recebeu investimentos de mais de R$ 200 milhões para a recuperação de outros ramais, sem falar nas obras de duplicação da AM-070, que o Governo retomou desde o dia 1º de junho de 2020”, destacou Wilson Lima.

    Além de estradas e ramais, a secretaria realiza obras de recuperação dos sistemas viários das sedes dos municípios, como é o caso de Beruri, Boa Vista do Ramos, Envira, Eirunepé, Santo Antônio do Içá, Rio Preto da Eva, Nova Olinda do Norte e Atalaia do Norte, Itamarati e São Paulo de Olivença. 

    Reformas e construções de hospitais

    No Programa de Obras Hospitalares do Governo do Amazonas, está a reforma do prédio do Hospital e Pronto Socorro João Lúcio Pereira Machado, no bairro do Coroado, na Zona Leste. A obra inclui serviços de substituição do sistema elétrico, climatização, cobertura e forro, implantação de novos elevadores e grupos geradores de energia, subestação, implantação de iluminação de LED e de uma nova estação de tratamento de efluentes (ETE), bem como a reforma de enfermarias e ampliação da capacidade de atendimento. O HPS João Lúcio não recebia nenhuma obra dessa natureza há cerca de 12 anos.

    A obra de construção do Hospital do Sangue foi retomada na gestão do Governador Wilson Lima e prevê a construção do maior hemocentro da região Norte e um dos maiores do Brasil. Com 15 mil metros quadrados de área construída, aumentará em até seis vezes a capacidade de atendimento.

     

    Desenho em 3D mostra como o Hospital do Sangue será após concluído
    Desenho em 3D mostra como o Hospital do Sangue será após concluído | Foto: Divulgação

    Está em execução também a reforma do prédio do Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Ana Maria dos Santos Pereira Braga, situado no bairro de São José, na Zona Leste de Manaus. A obra tem como objetivo melhorar a capacidade de atendimento, conferir celeridade ao atendimento médico, facilitar a acessibilidade do local, proporcionando maior conforto aos pais, mães e crianças, público alvo desta unidade de saúde. Outros dois projetos estão em análise no Centro de Serviços Compartilhados (CSC) e outro encontra-se na fase de elaboração de projeto.

    Leia mais

    Governo do AM reúne com prefeitos para apresentar reforma da AM-010

    Governo do Amazonas anuncia obras de infraestrutura para 2021

    Estado do AM conclui mais de 415 km de sistemas viários

    Comentários