Fonte: OpenWeather

    Decreto


    Amazonas inicia reabertura de atividades; confira regras

    O decreto com as novas alterações terá validade, a princípio, de 15 dias; entenda

     

    As alterações foram apresentadas pelo governador Wilson Lima
    As alterações foram apresentadas pelo governador Wilson Lima | Foto: Divulgação

    MANAUS - As novas medidas adotadas pelo governo do Amazonas para a retomada das atividades no estado começam a valer nesta segunda-feira (5). O decreto com as novas alterações terá validade, a princípio, de 15 dias.

    O funcionamento de balneários, parques aquáticos e clubes recreativos estará autorizado das 7h às 16h, e flutuantes, das 9h às 16h, de segunda a domingo. As instituições privadas de ensino, como ensino médio e escolas de idiomas, e o Colégio Militar de Manaus (CMM) também estão autorizadas a retomar as atividades presenciais. 

    De acordo com o Comitê de Enfrentamento da Covid-19 do Amazonas, todos os estabelecimentos permitidos a funcionar e que terão horário ampliado, deverão respeitar o limite de ocupação de 50% da capacidade dos espaços, além das medidas de distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos.

    Leia também: Ponta Negra segue interditada até dia 30 de abril; veja decreto

    O novo horário de restrição da circulação de pessoas no estado será das 00h às 6h e o horário de funcionamento de restaurantes e lanchonetes, passará a ser das 6h às 23h, de segunda a sábado, e das 7h às 16h aos domingos.

    As alterações foram apresentadas pelo governador Wilson Lima na última quarta-feira (31) durante reunião com representantes dos órgãos de fiscalização e controle. 

    "É importante que todos nós assumamos essa responsabilidade. Não é só papel do Governo do Estado, da Prefeitura, das autoridades; é papel de todo mundo. A gente faz aqui o que é possível, ampliar leitos, ampliar a rede hospitalar, fazer campanha publicitária, mas só tem uma pessoa que pode evitar a transmissão do vírus, que é você que está me assistindo. Se continuar fazendo aglomeração, festa clandestina, não tem rede hospitalar no mundo que consiga suportar", disse o governador em live, ao destacar que as medidas de flexibilização têm sido adotadas no Amazonas para permitir que a economia volte a crescer.

    Segundo o governo, todas as alterações nas medidas de restrição e de distanciamento social estão sendo possíveis graças à redução nos casos e mortes por covid-19. Essa redução reflete na taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) das redes públicas e privadas, que está em 77,5%. 

    Embora os indicadores apresentem uma redução nos casos, óbitos e internações, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) alerta para a necessidade de manutenção das medidas de prevenção, principalmente o respeito às regras de distanciamento, uso de máscaras e higienização das mãos. 

    Veja o que muda no decreto:

    > Fica facultado às instituições privadas o funcionamento das escolas do ensino médio e cursos livres, como escolas de idiomas;

    > Autorizado funcionamento do Colégio Militar de Manaus (CMM), administrado pelo Exército;

    > Restaurantes e lanchonetes podem abrir para o público das 6h às 23h, de segunda-feira a sábado, e das 07h às 16h, aos domingos, com até 50% de ocupação;

    > Permitidas as atividades de delivery de restaurantes e lanchonetes, durante as 24h. Drive-thru permitido de 06h até 23h;

    > Permitido funcionamento de balneários, parques aquáticos e clubes recreativos das 7h às 16h, e de flutuantes, das 09h às 16h, de segunda a domingo, com até 50% de ocupação;

    > Feiras da ADS e dos Produtores, que vendem direto à população, podem funcionar das 16h às 20h;

    > Escritórios podem funcionar das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, com taxa de ocupação de 50% e evitando a presença de maiores de 60 anos, ainda não vacinados com as duas doses e portadores de comorbidades reconhecidas pelo PNI;

    > Galerias e mini-shoppings funcionam no mesmo horário das lojas de rua, das 9h às 17h;

    > Permitido o funcionamento de barcos-hotéis, desde que não haja visitação a comunidades tradicionais ribeirinhas;

    > Marinas e os cursos de arrais amador ficam autorizadas a abrir das 06h às 16h, de segunda a domingo;

    > O transporte em embarcações a jato poderá ser realizado com 70% da ocupação, especificamente para viagens de até 1 hora de duração.

    *Com informações do SBT Notícias 

    Leia mais 

    Wilson Lima apela para que população pare com festas clandestinas

    Novo decreto traz mudanças em regras de circulação no Amazonas

    Novo decreto libera aulas para o ensino médio na rede privada no AM


    Comentários