Fonte: OpenWeather

    Injúria racial


    Estudante manauara se retrata por posts racistas contra João do BBB 21

    O aluno de Direito utilizou o Facebook para se retratar e afirmar que reconhece o erro

     

    O estudante postou a mensagem se retratando na tarde desta quinta
    O estudante postou a mensagem se retratando na tarde desta quinta | Foto: Reprodução

    MANAUS - Após a repercussão da matéria do Portal EM TEMPO, publicada na quarta-feira (14), o estudante manauara Marcelo Caíque usou o perfil dele, no Facebook, para se retratar e pedir desculpas pelos comentários de cunho racista que havia publicado, no dia 7 de abril, contra o professor João Luiz, participante do reality show Big Brother Brasil 21, da Tv Globo.

    Na mensagem postada, na tarde desta quinta (15), o jovem, que cursa Direito em uma faculdade particular de Manaus, alegou ser uma pessoa que repudia o racismo e pediu desculpas a pessoas que tenha magoado com as frases emitidas por ele. 

    "Boa tarde! Venho através dessa postagem, esclarecer sobre uma postagem feita em meu Facebook à (sic) alguns dias atrás relacionada ao João, quero deixar claro que sou uma pessoa que repudia o racismo, sou totalmente contra a homofobia ou qualquer tipo de crime que discrimine, etnia, cor ou gênero", começou o jovem.

    O estudante ainda afirmou reconhecer o erro e terminou: "Peço desculpas se cheguei a magoar alguém com tal postagem tola! Agradeço ao jornal Portal Em Tempo por ter me alertado sobre tais situações que possam ocasionar. Sou uma pessoa pardo/negro, reconheço onde errei e repito que não ocorrerá mais tais postagens. Boa tarde a todos fiquem com Deus".

    Ainda na quarta, antes de se retratar publicamente e reconhecer o erro, Marcelo Caíque chegou a enviar mensagens para a equipe de reportagem do EM TEMPO com uma séria de informações desencontradas.

    Primeiro, o estudante pediu desculpas a quem havia se ofendido por "tal constrangimento", depois afirmou que "sarcasmo no Brasil virou motivo de mimimi, culpa de vocês", e em seguida alegou que a sua conta no Facebook era acessada por outras pessoas e não era ele o autor das mensagens ofensivas. 

    Entenda o caso

    Conforme publicado pelo Portal EM TEMPO, o universitário usou sua conta no Facebook para disparar vários ataques raciais contra João Luiz. Na postagem, publicada no dia 7 de abril, Marcelo afirmou: "Esse João é um bosta. Me processa agora seu otário (sic), cabelo de vassoura velha, contonete (sic) de elefante, assolam passou limpou", publicou Marcelo.

     

    Frases racistas emitidas pelo jovem
    Frases racistas emitidas pelo jovem | Foto: Reprodução

    Após o Em Tempo ter questionado o estudante a respeito do teor das mensagens, as publicações foram removidas do perfil dele na rede social. Especialista ouvidos pela reportagem afirmaram não haver dúvidas sobre o fato de que o estudante cometeu os crimes de injúria racial e difamação contra o professor João Luiz.

    Leia mais

    Estados Unidos: morte de homem negro pela polícia gera nova revolta

    Carla Diaz descobre que é alvo de inquérito sobre "racismo reverso"

    Em meio à polêmica de racismo, Rodolffo é eliminado com 50, 48% do BBB




    Comentários