Fonte: OpenWeather

    Efeito da chuva


    Chuva causa alerta sobre problemas na Torquato Tapajós

    Avenida tem sido palco recorrentes de alagações e buracos na via. Nesta segunda (3), o igarapé transbordou e causou pânico na população

    Crateras, alagamentos e acidentes na avenida Torquato Tapajós | Foto: Divulgação

    MANAUS - A avenida Torquato Tapajós, segunda maior via de Manaus com 13 quilômetros de extensão,  que liga a Zona Norte ao Centro da cidade, é palco de vários pesadelos na capital amazonense. E nesta segunda-feira (3) não foi diferente. A forte chuva trouxe alagações na avenida e causou prejuízos a diversos moradores. Os constantes desastres acendem alerta sobre a infraestrutura no local.

    No Posto de Interiorização de Manaus, bairro da Paz, Zona Centro-Oeste, local que recebe muitos imigrantes venezuelanos, o muro de uma empresa ao lado da tenda caiu e a água arrastou várias pessoas presentes no local. O Corpo de Bombeiros do Amazonas informou que três pessoas ficaram feridas. “A água derrubou a tenda e causou prejuízos materiais. Muitas pessoas que vivem no local perderam todos os documentos e pertences. Equipamentos da administração do abrigo, como computadores, também foram perdidos”, informou o segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, Paulo Galeano.

     

    Vídeo que chegou a redação do EM TEMPO mostra o desespero de várias pessoas presentes no Posto de Triagem
    Vídeo que chegou a redação do EM TEMPO mostra o desespero de várias pessoas presentes no Posto de Triagem | Foto: Divulgação

    De acordo com a Defesa Civil, nesta segunda (3) Manaus registrou um volume de 28,6 milímetros de água pluvial, superando o previsto para hoje que era de 25 milímetros, conforme o Instituto Clima Tempo. “Na situação em que o abrigo está no momento não dá para ficar ninguém”, destacou William Dias, secretário da Casa Municipal.

    O secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, esteve no local do sinistro com uma equipe da Defesa Civil do Município e com a Casa Militar da Prefeitura. 

    “O perito foi acionado. Ele se reuniu com a Defesa Civil, com a Casa Militar da prefeitura, já conversou também com o general Arnoldo, que é o responsável pelo PITRIG e acredito que esta semana já tenhamos um laudo técnico a respeito do que provocou esta tragédia na Torquato Tapajós”.

     

     

    No dia 9 de março uma cratera engoliu um caminhão na avenida Torquato Tapajós
    No dia 9 de março uma cratera engoliu um caminhão na avenida Torquato Tapajós | Foto: Suyanne Lima

    "Não foi pensado na erosão urbana da cidade"

    Em entrevista ao EM TEMPO, o pesquisador do Serviço Geológico do Brasil, Marco Antônio de Oliveira, explicou que as obras relacionadas ao escoamento de águas pluviais na área estão obsoletas.

    "Ali perto tem um igarapé que vai à [Estrada dos] Franceses e já houve uma situação parecida como essa há dois anos. Lá é um local de travessia das águas. Como já existe o problema do assoreamento dos canais, a drenagem não deu a vazão para essa água toda e causou àquilo tudo”.

     

    Para o especialista, não foi pensado na erosão urbana da cidade, que gera resíduos urbanos como areias e argilas. "Isso acaba indo para o sistema de drenagem fazendo o assoreamento delas e assim passam a funcionar com metade de sua capacidade. Isso causa alagamentos e também a pressão nas galerias e geram o rompimento das tubulações, que é o que está provocando os buracos nas vias de Manaus", explica. 

    Avenida do medo

    Não é de hoje que a avenida Torquato Tapajós é foco de inúmeros desastres. Em março deste ano uma grande cratera foi aberta na via, ‘engolindo’ uma caçamba. Em anos anteriores, a via também sofreu com aberturas parciais da via, principalmente durante ocorrências de chuvas. Acidentes de trânsito também são diariamente registrados no local.

     

    Buraco se abriu após forte chuva na via
    Buraco se abriu após forte chuva na via | Foto: Divulgação/Manaustrans

    No dia 23 de março de 2020, quatro casais ficaram presos dentro de um motel, localizado na avenida, por conta da forte chuva que alagou o estabelecimento. Uma equipe do corpo de Bombeiros foi acionada para fazer o resgate. Vários estabelecimentos comerciais ficaram inacessíveis na avenida por causa da inundação e o tráfego de veículos também ficou bastante complicado.

    Em fevereiro de 2019, a escada da passarela de pedestres da avenida Torquato Tapajós, desabou após  forte chuva. Com isso, a avenida chegou a ficar alagada. Uma parte do muro de um posto de gasolina próximo à passarela também cedeu.

     

    Em março de 2020 quatro casais precisaram ser socorridos de um motel na avenida após inundação
    Em março de 2020 quatro casais precisaram ser socorridos de um motel na avenida após inundação | Foto: Divulgação

    Leia mais

    Manaus realiza obra preventiva no conjunto Nova República

    Manaus ganhará rampa de acesso ao rio para PcDs e playground inclusivo

    Fenômeno 'terras caídas" faz 16 casas desabarem em Boca do Acre


    Comentários