Fonte: OpenWeather

    Enchente


    Itacoatiara deve ser atingida com cheia histórica do rio Amazonas

    A enchente histórica levou a prefeitura do município a criar comitê de crise para minimizar os efeitos da cheia

     

    Nível do rio já atingiu a marca de 15,04
    Nível do rio já atingiu a marca de 15,04 | Foto: Divulgação


    ITACOATIARA (AM) - Prestes a registrar a maior cheia em cem anos de monitoramento, o nível do rio Amazonas atingiu a marca de 15,04 metros, na quinta-feira (13), em Itacoatiara, a 270 quilômetros de Manaus. Ainda distante de atingir o pico, a cheia de 2021 já é terceira maior da história do município.

    O avanço da água fluvial sobre a terceira cidade mais populosa do Amazonas já atinge, pelo menos, 17 bairros, incluindo a área do Jauary, o principal centro comercial da região.

    A rápida elevação do nível do rio tem preocupado as autoridades, e levou o prefeito do município, Mário Abrahim (PSC), a criar um comitê de crise para monitorar e traçar ações que minimizem os impactos ocasionados pela cheia. Os trabalhos estão sendo coordenados por representantes das secretarias de Saúde, Educação, Cultura, Assistência Social e Defesa Civil.

     

    Prefeitura distribui mantimentos aos moradores
    Prefeitura distribui mantimentos aos moradores | Foto: Divulgação

    Entre as medidas executadas pela gestão municipal está a construção de pontes de madeiras, para o acesso da população às residências, especialmente na zona rural de Itacoatiara, e o cadastro de famílias que moram em áreas de risco.

     

    Prefeito  Mário Abrahim acompanha as obras de enfrentamento à enchente
    Prefeito Mário Abrahim acompanha as obras de enfrentamento à enchente | Foto: Divulgação

    Além disso, estão sendo distribuídos mantimentos e tábuas para os moradores que precisam construir pisos mais elevados em suas residências, conhecidos regionalmente como “marombas”.

    Com o inevitável agravamento da cheia, a prefeitura também está adequando três escolas municipais para receber famílias que poderão ficar desabrigadas.

    Enchente de 2021 deverá ser a maior da história do município 

    Até o momento, a cheia deste ano está atrás somente das enchentes registradas em 2014, (15,5 metros) e em 2012 (15,3 metros). Nos dois casos, os picos ocorreram em meados de junho, por isso, a expectativa é de que em 2021 seja registrado o maior nível do rio em toda a série histórica de Itacoatiara.

    Frequência retrata descontrole ambiental 

    Em 2018, uma pesquisa publicada na revista Science Advances revelou que as cheias e secas extremas eram registradas em um intervalo médio de 20 anos, até a primeira metade do século XX. No entanto, a partir da metade do século passado, esses fenômenos passaram a ocorrer a cada quatro anos.

    Segundo os investigadores, boa parte deste comportamento pode ser decorrente de uma variabilidade natural que pode operar em períodos muito longos, superiores ao início dos registros em 1903. Mas a mudança climática, com seu aquecimento global, está afetando os padrões da circulação atmosférica global.

    Leia mais

    Rio Negro está a 50 centímetros de bater recorde histórico em Manaus

    Defesa Civil envia 13 mil cartões de auxílio para interior do Amazonas

    Feira flutuante da Manaus Moderna recebe extensão para água tratada

    Comentários