Fonte: OpenWeather

    Cheia x Vazante


    Novo 'repiquete': Rio Negro sobe 1 cm e volta a marcar 30,01 metros

    Segundo CPRM, variações são comuns e estão dentro da margem de erro

     

    Novo repiquete faz rio subir mais um centímetro nesta quarta-feira (23)
    Novo repiquete faz rio subir mais um centímetro nesta quarta-feira (23) | Foto: Brayan Riker

    Manaus - O Rio Negro subiu um centímetro novamente nesta quarta-feira (23), voltando a 30,01 metros após intensa chuva em Manaus durante esta madrugada. A subida está dentro das estimativas do CPRM, já que variações de um centímetro no nível do rio indicariam estabilidade, estando dentro da margem de erro para a vazante. 

    “É importante ressaltar que a retomada dos processos normais, com os rios voltando para sua calha principal e deixando de ter os impactos que são observados na população, ela vai ser de forma lenta e gradual. Não é de uma hora para outra”, afirmou a pesquisador Lina Gripp, do Serviço de Alerta Hidrológico do Amazonas, parte do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

    A pesquisadora ainda apontou que variações da ordem de um centímetro no processo da vazante estão dentro da margem de erro e indicam estabilidade. 

    Mais de um mês de cheia

    A atual cheia, que bateu o recorde de maior já registrada no Amazonas, já afeta o estado há mais de um mês. Em Manaus, mais de 2 mil metros de pontes foram revitalizados, e a Casa Militar, através da Defesa Civil, construiu 11 mil metros de pontes e passarelas em mais de 20 bairros e em pontos chave da cidade, como a Alfândega e a Praça do Relógio, no Centro Histórico.

    A Prefeitura de Manaus ainda entregou mais de 2 mil cartões da 'Operação Cheia 2021', de R$ 200, que soma ao cartão de R$ 300 que já foi entregue à população afetada.

    No interior, houve prejuízo em 58 dos 62 municípios do Amazonas, e mais de 400 mil pessoas foram afetadas pela subida das águas. Desde março, a Defesa Civil já teve de repassar quase trinta milhões de reais aos municípios do estado afetados pelas inundações.

    Leia mais

    Defesa Civil vai repassar R$ 7,5 milhões a municípios inundados no AM

    Pobreza nas cheias do Amazonas: "se chove, oro para Deus fazer parar"

    Rio Negro desce mais 1 cm e Manaus segue em estado de emergência


    Comentários