Fonte: OpenWeather

    Castração de animais


    “Castramóvel” inicia atendimento gratuito no mês de agosto, em Manaus

    A unidade móvel de castração da FAS recebeu a aprovação do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas para funcionar; veja sobre

     

    Além da castração cirúrgica, a iniciativa inclui a vermifugação e controle ectoparasitário de cachorros e gatos, e já realizou a doação de rações para cuidadores e protetores de animais
    Além da castração cirúrgica, a iniciativa inclui a vermifugação e controle ectoparasitário de cachorros e gatos, e já realizou a doação de rações para cuidadores e protetores de animais | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - As famílias de pets já podem se preparar para a castração dos animais na capital amazonense. 

    Os atendimentos gratuitos para castrações cirúrgicas de cães e gatos, promovidos por meio da parceria entre a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), começam em agosto.

      A unidade móvel de castração da FAS recebeu a aprovação do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas para funcionar, realizando cirurgias de esterilização em animais domésticos.  

    Além da castração cirúrgica, a iniciativa inclui a vermifugação e controle ectoparasitário de cachorros e gatos, e já realizou a doação de rações para cuidadores e protetores de animais, no primeiro semestre deste ano, como uma das atividades previstas no Cadastro Estadual de Protetores e Cuidadores de Animais, disposto na Lei Estadual Nº 5.123, de 15 de janeiro de 2020, e que faz parte de uma das metas do Programa Estadual do Bem-Estar Animal, conforme Decreto Nº 39.671, de 23 de outubro de 2018. 

    Segundo a gestora do projeto na FAS, Camila Pires, serão realizadas em média 35 esterilizações por dia.

    "

    A ideia é que o castramóvel funcione todos os dias da semana. Estamos finalizando a contratação dos profissionais de Medicina Veterinária que vão atuar na unidade e a previsão é começar as atividades no próximo mês, em agosto "

    Camila Pires, gestora do projeto na FAS

     

    As castrações iniciarão em Manaus, mas o projeto também contempla os munícipios de Novo Airão e Manacapuru, além de Áreas Protegidas Estaduais como as Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro e Puranga Conquista, e a Área de Proteção Ambiental (APA) Rio Negro.

    A ação faz parte do Projeto “Apoio à formulação, implementação e execução da Política Estadual do Bem-Estar Animal e da Fauna Doméstica”.

    Pesquisa

    Outra atividade de destaque do projeto é a realização de um diagnóstico sobre o bem-estar animal. Para isso, a FAS iniciou a coleta de informações sobre esse cenário em Manaus e já passou pelos bairros Monte das Oliveiras e Jorge Teixeira, além da comunidade Parque das Tribos, no Tarumã, e em comunidades ribeirinhas da RDS Puranga Conquista.

    A população em geral pode contribuir com o projeto, de forma voluntária, respondendo a pesquisa on-line no link https://forms.gle/kpB7tKNYnXVESPbk9

      O preenchimento leva em média dez minutos e coleta informações socioeconômicas dos tutores dos animais, assim como dados e fotos dos animais de estimação, e do ambiente em que vivem.  

    Os resultados da pesquisa serão analisados e publicados, mas a identidade dos participantes não será divulgada. Vale ressaltar que não haverá despesas ou remuneração para quem participar da pesquisa.

    “Esses dados vão contribuir na nossa missão que é construir e implementar a política estadual de bem-estar animal. Além da pesquisa on-line, que todos podem participar, a legislação está em processo de elaboração e vamos realizar consultas com a população, na capital e no interior, por meio da realização de oficinas participativas. Assim, vamos conseguir coletar as contribuições e descobrir qual a percepção de Organizações Não-Governamentais (ONGs) da área, órgãos públicos e da sociedade em geral sobre a temática. Esperamos construir uma política para o bem-estar animal verdadeiramente participativa”, reforça Camila Pires.

    Sobre o projeto

    A construção da Política Estadual do Bem-Estar Animal e da Fauna Doméstica é executada através do apoio da Fundação Amazônia Sustentável (FAS), por meio de emenda parlamentar de autoria dos deputados estaduais Joana Darc (PL) e Saullo Vianna (PTB), com supervisão técnica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA).

    O projeto tem como objetivos o levantamento do contexto regional do bem-estar animal e da fauna doméstica no Amazonas, o apoio na elaboração da Política Estadual e a implementação de ações práticas desta política pública no estado.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Grupo se dedica a resgatar e cuidar de animais abandonados em Manaus

    Castramóvel tem aprovação do Conselho de Medicina Veterinária

    Comentários