Fonte: OpenWeather

    festas


    Uber, táxi ou a 'carona amiga' são opções para evitar álcool e direção

    Se passar dos limites, lembre-se: álcool e direção não combinam, chame um amigo ou ligue e peça ajuda

    Ficar seguro na hora da diversão fica mais fácil
    Ficar seguro na hora da diversão fica mais fácil | Foto: Márcio Melo

    Quem nunca precisou de uma "força" na hora em que extrapolou e bebeu demais na balada? Com o feriado do Ano Novo se aproximando, o chamado "disque-pileque" nunca foi tão usado pelos amigos de quem passa dos limites na hora de voltar para casa.

    Trata-se daquele momento quando alguém, geralmente o companheiro de balada, liga para o táxi, ou algum outro motorista que esteja sóbrio, e garante a volta segura para casa sem misturar álcool e direção.

    Com o advento da tecnologia, ficar seguro na hora da diversão fica mais fácil. Solicitar um Uber, favoritar o número do taxista ou daquele amigo que não bebe são umas das opções que evitam acidentes e preservam a vida.

    Motorista da vez

    Este é o caso da estudante Luíza Santos, de 22 anos, que é acostumada a sempre ser a "carona amiga". Por não gostar de beber, ela conta que acaba sendo a alternativa dos amigos quando a festa termina.

    Leia também: Em Tempo cria lista de transmissão de notícias pelo WhatsApp

    “Nós fazemos uma espécie de rodada de motorista. Sempre tem um que leva o resto para a casa. Como todo mundo que sai junto mora perto do Dom Pedro, fica mais perto de deixar todos”, diz.

    Diegla Macedo é uma das pessoas que usa o "serviço" da amiga na hora de sair e diz que quase todo fim de semana usa a carona.

    “Sinto que podemos beber seguros porque a Luíza sempre fica sóbria. Ela sempre é a motorista, então, mesmo quando ela não está por perto nós ligamos. Confio nela, pois tenho medo de misturar bebida na hora de dirigir”, relata a estudante.

    O Detran começou a intensificar fiscalizações da Lei Seca
    O Detran começou a intensificar fiscalizações da Lei Seca | Foto: Márcio Melo

    Vou de táxi

    O taxista Elisandro Moreira disse que ainda não atendeu a nenhum "pileque" no mês de dezembro, mas afirma que sempre dá prioridade a este tipo de chamado, principalmente no período de férias.

    “Quando sei que alguém está nesta situação, costumo ir logo. Mesmo quando o cliente aparenta estar muito bêbado, entendo que ele necessita desta ajuda”, fala.

    Mesmo se houver algum incidente no veículo por conta da embriaguez, como vômito no banco ou mesmo assédio com o motorista, Moreira afirma que a responsabilidade é inteiramente de quem solicita o carro.

    “Não tenho problema em pegar ninguém, mas se houver algum transtorno eu entendo que os amigos ou familiares do cliente vão arcar com as possíveis despesas, afinal, o táxi não é um serviço exclusivo”, relata.

    Uber é opção 

    O administrador Marcello Valle, de 23 anos, disse que sempre escolhe o aplicativo da empresa Uber pela praticidade e pelo baixo preço do serviço. “É sempre bom quando eu não quero ficar no trânsito depois de alguma festa, além de ser seguro, rápido e barato”, diz.

    O motorista Francisco Menezes já trabalha profissionalmente em Manaus há quase 30 anos e está como condutor da Uber há cerca de dois meses. Segundo ele, os últimos meses do ano são os de maiores ocorrências de embriaguez no trânsito e incentiva a prática de solicitar um motorista quando não se tem um conhecido por perto.

    “Principalmente no Natal e no Ano Novo acontecem muitos acidentes por causa do álcool. É melhor evitar qualquer coisa que comprometa a vida nas horas de diversão”, explica.

    Lei Seca

    O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) disse que para este fim de ano começou a intensificar fiscalizações da Lei Seca, que ocorre há nove anos na capital, a partir das 17h de quinta-feira (28) até o dia 1º de janeiro.

    A assessoria do órgão confirmou que os agentes de trânsito estarão presentes nos principais pontos de fluxo de veículos em Manaus, assim como os locais de festa de fim do ano como a orla do Complexo Turístico Ponta Negra, na Zona Oeste, no shopping Phelippe Daou, na Zona Leste, na avenida do Turismo, também na Zona Oeste, entre outros.

    O número para denúncias de pessoas bêbadas ao volante é disponibilizado pelo WhatsApp do Detran-AM: (92) 9146 9863. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais

    Prédios abandonados são refúgios para usuários de drogas no Centro

    Manaus pode virar o ano sem monitoramento de câmeras de segurança 

    Comércio de Manaus anuncia liquidação de queima de estoque em janeiro

    Comentários