Fonte: OpenWeather

    Moradias


    Manaus vai ganhar mais um conjunto habitacional com 500 casas

    A obra está orçada em R$ 48 milhões e será construída em uma área de 25 mil metros quadrados, localizado exatamente no bairro de Santa Etelvina

    O prefeito de Manaus, Arthur Neto, e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, assinaram o contrato | Foto: Marcely Gomes

    Manaus - Manaus vai ganhar mais um conjunto habitacional popular com 500 unidades do Minha Casa Minha Vida já no próximo ano. O prefeito Arthur Neto e o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, assinaram, na manhã desta segunda-feira (5), o contrato para a construção do conjunto Cidadão Manauara II. O encontro aconteceu no Palácio Rio Branco, avenida Sete de Setembro, Centro de Manaus, Zona Sul. 

    A obra está orçada em R$ 48 milhões e será construída em uma área de 25 mil metros quadrados, localizado exatamente no bairro de Santa Etelvina, Zona Norte da cidade. Os beneficiados são famílias carentes, que possuem renda familiar de no máximo três salários mínimos, que já possuem cadastro na Secretaria Municipal de Habitação. 

    Leia também: Moradores do Jorge Teixeira ouvem disparos e encontram homem baleado

    O encontro aconteceu no Palácio Rio Branco, no Centro de Manaus
    O encontro aconteceu no Palácio Rio Branco, no Centro de Manaus | Foto: Marcely Gomes

    O prefeito Arthur Neto destacou que a seleção será feita de acordo com a ordem de prioridade das famílias mais carentes, que tenha parentes com necessidades especiais ou idosos. "Hoje ainda temos uma lista enorme de pessoas aguardando uma moradia, e como não podemos atender todos de uma vez, vamos dar prioridades para quem mais precisa", comentou Neto. 

    As unidades habitacionais serão divididas em, aproximadamente, 50 metros quadrados, com sala, dois quartos, cozinha e banheiro social. Nessa primeira etapa, o Cidadão Manauara II, possuirá três quadras e 25 blocos, portaria, área de recreação, playground, estação de tratamento de água e esgoto, além de estacionamento. A entrega dos imóveis está prevista para 2019.

    Seleção

    O sub-secretário municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Sehaf),  Arimateia Viana, informou que atualmente existem quase 100 mil pessoas cadastradas e na fila para receber uma moradia, mas nem todas estão dentro o perfil necessário estabelecido pelo programa Minha Casa Minha Vida.

    Assim, já está sendo feito um levamento para saber quem de fato precisa de doação de moradia popular e em seguida, ser contemplada pela 500 unidades que estão sendo oferecidas. As pessoas serão escolhidas a partir do banco de dados da Secretaria Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários.

    Mas Viana também convidou os cadastrados para comparecer até a Secretaria para atualizar os dados de telefone, endereço e outros. No momento não tem inscrições abertas para novos cadastros na Sehaf. "Se o Ministério das Cidades liberar mais unidades, poderá ser aberto um período de novas inscrições para atender um número maior da população", esclareceu Arimateia. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Sine seleciona candidatos esta segunda-feira (5); confira as vagas

    Empresas de chocolate abrem vagas para período de Páscoa em Manaus

    Inscrições para cursos de especialização na UEA são prorrogadas

    Comentários