Fonte: OpenWeather

    Tradição


    Ensaio da Reino Unido reúne 4 mil pessoas em preparação para desfile

    O ensaio técnico de rua virou tradição no bairro Morro da Liberdade e apresenta um verdadeiro desfile ao longo de 400 metros de ensaio

    Na imagem, o segundo casal de mestre sala e porta bandeira, e a musa da bateria da escola em 2019
    Na imagem, o segundo casal de mestre sala e porta bandeira, e a musa da bateria da escola em 2019 | Foto: João Gomes


    Manaus – Amor e tradição reúnem cerca de 4 mil foliões, que todos os domingos se reúnem no Morro da Liberdade – na Zona Sul da cidade – para dar vida aos ensaios técnicos do Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S) Reino Unido da Liberdade, tricampeão do Carnaval de Manaus. Uma verdadeira caravana composta por todo o corpo artístico e administrativo do grêmio ensaia ao longo de 400 metros para que na hora do desfile oficial a escola se apresente em perfeita sintonia.

    Completando 38 anos no ano de 2019, a Reino Unido da Liberdade reúne profissionais, amigos e torcidas em uma espécie de ensaio técnico, que acontece aos domingos na comunidade. A reunião tem o objetivo de cronometrar, corrigir e coordenar as propostas artísticas, que o grêmio recreativo pretende desfilar na Avenida do Samba, além de consolidar ainda mais a relação da escola com os foliões.

    Ala das Baianas reunida durante o ensaio de rua da escola
    Ala das Baianas reunida durante o ensaio de rua da escola | Foto: João Gomes


    O presidente da Reino, Nei Rodrigues, conta que o tradicional ensaio técnico de rua acontece desde o ano de 2006 e que a passeata é uma espécie de preparo para a hora o grande dia da disputa.

    “No início dessa dinâmica nos chamavam de loucos por tentar reunir 4 mil pessoas em uma rua e tentar ensaiar ao longo de 400 metros, que é a mesma medida do sambódromo onde desfilamos. Hoje, 13 anos depois, eu posso dizer que todos os momentos de loucura valeram a pena, pois fazemos o carnaval mais bonito da cidade nas ruas do Morro da Liberdade, Isso é claro, aproxima a comunidade que desenvolve com a escola uma relação de família”, completa Nei.

    Nei Rodrigues, presidente da Reino Unido da Liberdade
    Nei Rodrigues, presidente da Reino Unido da Liberdade | Foto: João Gomes


    Esse ano a Reino Unido luta pelo título de tetra campeã do Carnaval de Manaus, e para isso, resolveu homenagear a personalidade que foi responsável pelo primeiro título da escola em 1989, Mãe Zulmira, icônica Mãe de Santo do bairro Morro da Liberdade. Na época, a Reino foi campeã pela primeira vez com “Mãe Zulmira, o Amanhecer de Uma Raça”, contando a história da famosa líder espiritual.

    Em 2019 a Reino Unido da Liberdade entra na disputa, buscando nas suas raízes afrodescendentes a força para levar o título de tetra campeã com o tema ““Tambores, Crença e Costumes Afro-Brasileiros – A Benção Mãe Zulmira”.

    Musa da Bateria da Reino Unido da Liberdade em 2019
    Musa da Bateria da Reino Unido da Liberdade em 2019 | Foto: João Gomes


    “Mãe Zulmira continua conosco em espírito e em força, e essa fé que vamos levar para a avenida em busca de mais um troféu. A celebração à memória dela já começou há muito tempo, desde que o tema foi escolhido e nossa nova quadra de samba foi batizada com o nome ‘Terreiro de Mãe Zulmira’”, explica o presidente da escola de samba.

    No Morro da Liberdade, tradição é uma palavra que parece fazer parte do vocabulário de todos. Para o casal de mestre sala e porta bandeira, a regra não poderia ser diferente. Daiane Serra e Nego do Reino são os responsáveis por levar aos jurados o estandarte da escola, e para comprimir a missão, eles contam que ensaio e experiência são indispensáveis.

    Primeiro casal de mestre sala e porta bandeiras da Reino Unido da Liberdade
    Primeiro casal de mestre sala e porta bandeiras da Reino Unido da Liberdade | Foto: João Gomes


    “Os ensaios são muito importantes porque é ao longo desses 400 metros que conseguimos evitar muitos dos erros que poderíamos vir a cometer no momento do desfile, então é literalmente um momento de autocorreção”, conta a porta bandeiras que leva o manto da Reino Unido pela avenida há mais de 10 anos ao lado de Nego, que chegou do Rio de Janeiro e há 6 anos adotou o grêmio como uma segunda casa. 

    Experiência no samba é algo que também se constrói, e é com essa sensação que Ellen Juliana, de 24 anos, assume pela primeira vez o posto de rainha da bateria da Reino Unido da Liberdade, conhecida no cenário do samba como ‘Bateria Furiosa’. Envolvida com o Carnaval de Manaus desde pequena, ela conta que é um sonho estar pela primeira vez à frente dos repiques e tamborins.

    Rainha da Bateria da Reino Unido da Liberdade em 2019
    Rainha da Bateria da Reino Unido da Liberdade em 2019 | Foto: João Gomes


    “Eu cresci vendo as rainhas de bateria evoluírem na avenida e meu sonho sempre foi estar aqui, mas tudo aconteceu no tempo certo. Sempre fui do carnaval e desfilava nas alas, já fui passista, da ala sincronizada, mas meu grande sonho era ser uma rainha de bateria. Poder realizar esse sonho e ainda dentro da minha escola é um sentimento impagável”, explica Ellen que parece flutuar em cima do salto quando escuta os tambores ecoar na avenida.

    A maioria dos integrantes da 'Furiosa' faz parte da bateria da escola desde pequenos
    A maioria dos integrantes da 'Furiosa' faz parte da bateria da escola desde pequenos | Foto: João Gomes


    O ensaio técnico de rua da Reino Unido da Liberdade acontece gratuitamente todos os domingos na nova quadra da escola de samba, localizada no bairro Morro da Liberdade, na Zona Sul de Manaus. 

    Edição Bruna Chagas

    Leia mais:

    Você conhece a história do Carnaval de Manaus?

    Confira os enredos das escolas de samba no Carnaval de Manaus em 2019

    Confira as bandas de carnaval confirmadas para 2019: programa-se

    Comentários