Fonte: OpenWeather

    Galo da Zona Leste


    A Grande Família apresenta Murilo Rayol ao falar sobre felicidade

    Em busca do sétimo título, o galo vermelho e branco chega sob nova direção e com grandes apostas

    Murilo Rayol também marcou presença no ensaio técnico da escola de samba | Foto: João Gomes

    Segundo casal de mestre sala e porta bandeira durante o ensaio técnico da escola
    Segundo casal de mestre sala e porta bandeira durante o ensaio técnico da escola | Foto: João Gomes


    Manaus – Celebrando 34 anos no Carnaval de 2019, o Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S) A Grande Família se prepara para apresentar mais uma vez a força que a consolida como uma das escolas mais tradicionais da capital. Em busca do sétimo título como campeã, o galo do São José 1 faz tremer o pavilhão vermelho e branco ao gritar “Eu Quero É Ser Feliz”, tema levado ao público para a disputa do samba em homenagem ao empresário Murilo Rayol, figura marcante da sociedade local e do Carnaval carioca.

    Murilo Rayol também marcou presença no ensaio técnico da escola de samba
    Murilo Rayol também marcou presença no ensaio técnico da escola de samba | Foto: João Gomes


    A história da A Grande Família tem início no final da década de 80 quando o fundador Jorge Walter Barroso, o Jorginho, decidiu levar à Zona Leste de Manaus, sua própria identidade no cenário carnavalesco. Foi no ‘Berço do Samba’ – como é conhecido o bairro Praça 14 de Janeiro – que Jorginho conheceu o batuque dos tambores e se apaixonou pelo ritmo. O amor pelo samba fez Jorge levar a ideia até a Zona Leste, lugar que até então, era carente de sambistas e a iniciativa fez nascer em 19 de março de 1986 o bloco A Grande Família.

    A bateria do galo da Zona Leste agitou o São José I durante o domingo de ensaio
    A bateria do galo da Zona Leste agitou o São José I durante o domingo de ensaio | Foto: João Gomes


    Foi só em 1994 que o até então bloco carnavalesco, entrou com mais destaque no Carnaval de Manaus ao ser convidado pela Associação do Grupo Especial das Escolas de Samba de Manaus (AGEESMA) a abrir a festa composta pelas escolas do Grupo Especial. Na época, o grêmio recreativo chamou a atenção de carnavalescos experientes ao apresentar o tema “A Lenda do Guaraná”. Em 1995, oficialmente estreava no Grupo Especial das Escolas de Samba de Manaus.

    “Eu Quero É Ser Feliz”

    As musas da comunidade saem na frente da bateria mostrando as belezas do bairro
    As musas da comunidade saem na frente da bateria mostrando as belezas do bairro | Foto: João Gomes

    Conhecida na cena pelo pelos luxuosos desfiles que leva à avenida, esse ano o grêmio traz motivos de sobra para exagerar no brilho. O carnavalesco da escola, Almir Nascimento, conta que recebe com honra o seu primeiro ano à frente do posto, oportunidade em que a bandeira vermelha e branca levará a história do empresário Murilo Rayol como tema do grêmio e também como sinônimo de felicidade.

    A diretoria da escola conta que o convite para que Murilo Rayol fosse o tema de 2019 já vinha sendo feito há dois anos
    A diretoria da escola conta que o convite para que Murilo Rayol fosse o tema de 2019 já vinha sendo feito há dois anos | Foto: João Gomes


    Almir Nascimento está há 31 anos vivendo o Carnaval de Manaus entre experiências profissionais ou simplesmente curtindo o feriadão. Para o desfile deste ano ele conta que tem trabalhado especialmente com a Comissão de Frente da escola, reconhecida por técnicos da cena como um forte corpo artístico do galo vermelho e branco.

    Almir Nascimento topou o desafio de ser carnavalesco do grêmio recreativo e se prepara para uma incrível apresentação
    Almir Nascimento topou o desafio de ser carnavalesco do grêmio recreativo e se prepara para uma incrível apresentação | Foto: João Gomes


    “Um dos pontos fortes da escola é a Comissão de Frente que todo ano recebe pontuações altíssimas, por isso é claro que teremos surpresas. Esse é um tópico que virou uma tradição deixada pelo ex-presidente Luizinho Andrade, que também era coreógrafo, e é uma das apresentações mais esperadas entre as escolas que disputam conosco. Serão 29 dançarinos e entre eles, três grandes surpresas”, revela o carnavalesco.

    Os ensaios técnicos da escola de samba acontecem na quadra, no bairro São José I, Zona Leste da cidade
    Os ensaios técnicos da escola de samba acontecem na quadra, no bairro São José I, Zona Leste da cidade | Foto: João Gomes


    Em 2019, A Grande Família leva ao sambódromo 24 alas, três alegorias e um tripé, somando pouco mais de três mil foliões em busca do troféu de campeã.

    Murilo Rayol e o significado de felicidade

    O Presidente da Comissão de Direção da Escola, Lúcio Mauro, também assume o primeiro ano sob o comando geral do grêmio recreativo. Atuante no Carnaval da capital do Amazonas há duas décadas, pelo menos 12 desses anos são dedicados à paixão pela A Grande Família. Com a missão de falar sobre um sentimento tão comum entre todas – a felicidade – Lúcio fala sobre a ideia de levar Murilo Rayol para representar a bandeira.

    Lúcio Mauro é quem assume a presidência da escola em 2019
    Lúcio Mauro é quem assume a presidência da escola em 2019 | Foto: João Gomes

    “A gente vem tentando trazer o Murilo como tema da escola há pelo menos dois anos, mas era difícil conciliar o nosso tempo com a agenda dele, porque o Murilo é um cara que vive muito o Carnaval do Rio de Janeiro. A escola está firme, se preparando bem, o barracão já trabalha com muita coisa adiantada. Agora é ajustar os últimos detalhes para ir ao desfile”, diz o presidente.

    Memórias

    Em um dos desfiles mais épicos da história do carnaval manauara, A Grande Família apresentava em 2006 o enredo “Paz no Trânsito” quando um apagão causado por uma colisão entre um carro alegórico de outra escola e um fio de alta tensão deixou o Sambódromo de Manaus completamente no escuro durante o desfile do galo da Zona Leste.

    Centenas de foliões vão às ruas do bairro São José I para contemplar ao ensaio do grêmio que já se prepara para o desfile
    Centenas de foliões vão às ruas do bairro São José I para contemplar ao ensaio do grêmio que já se prepara para o desfile | Foto: João Gomes

    Mesmo com a escuridão total, os componentes da escola não pararam de desfilar e ecoavam o samba enredo com a própria voz ao e ao som da bateria. Destaques e corpos coreográficos também deram continuidade à festa e transformaram o desfile em uma das maiores demonstrações de amor pela escola de samba.

    Em 2016 a escola refez o pedido de "Paz no Trânsito" na avenida.

    Edição: Bruna Chagas

    Leia mais:

    Ensaio da Reino Unido reúne 4 mil pessoas em preparação para desfile

    Confira as bandas confirmadas no Carnaval de Manaus em 2019

    Você conhece a história do Carnaval de Manaus? 

    Comentários