Fonte: OpenWeather

    Educação


    Setor de carreiras de universidade prepara aluno para mercado

    Atualmente, 125 empresas parceiras divulgam vagas de estágio e emprego diretamente por meio do Carreiras em Universidade do Amazonas

     

    O setor Carreiras, departamento da instituição que facilita a entrada dos alunos e egressos no mercado de trabalho
    O setor Carreiras, departamento da instituição que facilita a entrada dos alunos e egressos no mercado de trabalho | Foto: Divulgação

    Manaus - Uma vaga de emprego se tornou algo desafiador até para quem caminha para finalizar a graduação, afinal, as empresas têm exigido um profissional completo: capacitado, com um bom currículo e preparado para fazer valer a aposta da carteira assinada.

    Sabendo disso, a UniNorte possui o setor Carreiras, departamento da instituição que facilita a entrada dos alunos e egressos no mercado de trabalho.

    Atualmente, 125 empresas parceiras divulgam vagas de estágio e emprego diretamente por meio do Carreiras, ou seja, sem a interferência de outra instituição recrutadora. O setor é exclusivo aos universitários da UniNorte e aqueles que já saíram da instituição e estão em busca de emprego.

    De acordo com a supervisora de empregabilidade, Sylvia Oliveira, desde o primeiro momento que o interessado procura o setor, localizado na Unidade 10, rua 10 de Julho, Centro, ele recebe toda a atenção e preparação necessárias para inseri-lo em alguma empresa. “OCarreiras é destinado a todos os cursos de todos os períodos da UniNorte. Chegamos a atender 60 alunos por dia em demandas de estágio, formação de vagas e outras atribuições”, explicou

    Capacitação

    Além de registrar o perfil do aluno e fazer o recrutamento, o Carreiras oferece um leque de oportunidades que melhoram o desempenho do aluno desde o momento que ele vai produzir um currículo até serviço de coach para melhoria de performance e crescimento profissional.

    “Parece ser simples fazer um currículo, mas é um momento muito importante. Fazemos oficinas de currículo para aprimora-lo e de entrevista de emprego, mostrando como ele deve se comportar. Ainda nesse aspecto, damos suporte no momento pós-entrevista. Muitas vezes o aluno não ficou na vaga e acha que é um profissional ruim, quando na verdade ele apenas não tinha aquele perfil da empresa. É essencial um suporte nesse sentido”, diz ela.

    O Carreiras possibilita, ainda, auxílio de qualificação profissional no que compete a inteligência emocional e relações interpessoais, já que é comum alunos saírem da sala de aula com domínio da técnica, mas sem preparo psicológico para enfrentar o mercado. A orientação também é levada àqueles que tinham um emprego que não era da própria área e decidiram mudar de carreira.

    “Trabalhar essa escuta dizendo como é a melhor forma de migrar é outra alternativa para essas pessoas que nos procuram. Recebemos, entendemos o que estão buscando e damos o melhor direcionamento. Quanto antes o aluno pensar nesses temas dentro da faculdade, mais rápido ele se coloca no mercado”, explicou.

    A estudante do 8º período de Jornalismo, Jayne Maciel, conta que está no terceiro estágio em Comunicação Social recrutada por meio do Carreiras. A jovem conta que desde o começo do curso buscou obter múltiplas experiências para ser uma profissional completa e reconhece o valor do setor dentro da UniNorte.

    “Em todos os processos seletivos que passei, sempre vi que sim, há oportunidades, mas poucas pessoas passam para a fase final. No meu caso, sempre procurei agregar as dicas que o setor disponibilizava em workshops e oficinas, aplicando sempre na minha realidade. Posso dizer que sou um reflexo do bom trabalho desenvolvido pela área da instituição que compete à empregabilidade”.

    *Com informações da Assessoria 

    Comentários