Fonte: OpenWeather

    Educação


    Oficinas orientam sobre meio ambiente e sustentabilidade em Manaus

    O objetivo é ampliar o acesso aos conteúdos das oficinas e formações ambientais em Manaus

     

    Oficinas virtuais orientam sobre meio ambiente e sustentabilidade
    Oficinas virtuais orientam sobre meio ambiente e sustentabilidade | Foto: Divulgação/Semmas

    Manaus (AM) - A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), inicia em abril , em Manaus, a série de oficinas virtuais “Semmas Mais”.  De acordo com a assessoria, a primeira oficina terá como o tema “O caramujo africano e a coleta segura”, que vai ocorrer no dia 22/4, a partir das 14h, tendo como instrutor o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo.

    A atividade faz parte da programação da secretaria em alusão ao Dia Mundial do Planeta Terra, celebrado no dia 22 de abril.

    A oficina ao vivo será realizada por meio da plataforma Google Meet, com inscrições gratuitas e abertas ao público, por meio do formulário http://bit.ly/oficinabrigada.

    O conteúdo ficará disponível nas plataformas digitais da secretaria (Instagram: @semmasmanaus, Facebook e YouTube: Semmas Manaus), bem como nas redes sociais da Prefeitura de Manaus.

    Brigadas

    A formação de brigadas de controle ao caramujo africano (Achatina fulica) atende à Instrução Normativa 73, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). De acordo com Raimundo Araújo, desde 2017, a Semmas desenvolve as atividades de formação de brigadas nas comunidades.

    Aproximadamente 550 brigadistas foram formados em todas as zonas da cidade de Manaus, incluindo a zona rural. “O trabalho é feito a partir da demanda das próprias comunidades, em diversas zonas. Juntos, moradores e lideranças comunitárias se comprometem a atuar de forma regular no controle dos focos em todas as ruas dos bairros. Com a pandemia, mudamos a forma de realizar as formações”, diz Araújo.

    O controle do caramujo africano é umas das políticas municipais de Educação Ambiental, viabilizadas por meio das formações de brigadas junto às comunidades. Esse controle é importante, pois caramujos podem transmitir doenças. O molusco é hospedeiro de um verme, o Angiostrongylus cantonensis, agente etiológico da meningoencefalite eosinofílica, doença que provoca a inflamação das meninges – membranas que recobrem o cérebro – e pode ser confundida com a meningite, por ter sintomas bem parecidos.

    Com as oficinas, a secretaria pretende atingir às comunidades no sentido de combater doenças e ao mesmo tempo aumentar o senso de responsabilidade com o meio ambiente. 

    *Em Tempo com informações da assessoria

    Leia mais:

    Alunos falam em 'prejuízo' pela ausência de aulas presenciais na Ufam

    Bosque da Ciência do Inpa celebra aniversário com programação on-line

    Secretaria da Educação promove curso on-line de Libras em Manaus

    Comentários