Fonte: OpenWeather

    Sustentabilidade


    Fórum debate inovação em investimentos na bioeconomia da Amazônia

    A bioeconomia brasileira movimenta um mercado de US$ 326,1 bilhões, segundo levantamento feito em 2018 pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES)

     

    O evento é fruto da parceria entre a iniciativa Uma Concertação pela Amazônia e o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável Amazônia Legal
    O evento é fruto da parceria entre a iniciativa Uma Concertação pela Amazônia e o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável Amazônia Legal | Foto: Divulgação


    MANAUS - A biodiversidade amazônica tem se apresentado como chave para fomentar modelos econômicos capazes de agregar valor à floresta em pé e de gerar prosperidade para as comunidades locais.

    Nos dias 14 a 25 de junho, pesquisadores, especialistas, empreendedores, investidores, gestores públicos e representantes da sociedade civil vão se reunir virtualmente para debater caminhos para a criação de novos mecanismos de financiamento de negócios ligados à bioeconomia da Amazônia.

    O Fórum de Inovação em Investimentos na Bioeconomia Amazônica (F2iBAM) busca proporcionar um espaço de troca de informações sobre empreendimentos, projetos e programas.

    O evento é fruto da parceria entre a iniciativa Uma Concertação pela Amazônia e o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável Amazônia Legal. 

    O F2iBAM será realizado totalmente online com 15 painéis e a participação de profissionais com atuação nacional e internacional. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site  www.bioeconomiaamazonica.com.br.

    O objetivo do evento é proporcionar um ambiente favorável à articulação de redes de parceiros para a construção de mecanismos inovadores de financiamento, conectando especialistas em finanças e investimentos, organizações de fomento ao empreendedorismo, incubadoras e aceleradoras, bancos de desenvolvimento, formuladores de políticas públicas, entre outros, para aumentar a escala dos investimentos e do impacto social positivo desses atores na Amazônia.

    "

    Estamos contentes em liderar este evento que será de extrema importância para a bioeconomia na região amazônica e em poder partilhar dessa iniciativa juntamente com o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal. O Amazonas tem inúmeras potencialidades para a bioeconomia e, no que depender do Governo do Estado, vamos incentivar as cadeias produtivas e levar mais desenvolvimento para o nosso interior "

    Wilson Lima, Governador do Amazonas

     


    Bioeconomia

    A bioeconomia brasileira movimenta um mercado de US$ 326,1 bilhões, segundo levantamento feito em 2018 pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). No entanto, o montante engloba 12 setores produtivos, entre eles a agropecuária, que representa 53% da receita.

    Torna-se necessário qualificar as atividades da bioeconomia, inclusive para mostrar que a bioeconomia sustentável ainda requer investimentos com características específicas.

      O F2iBAM terá periodicidade anual e fará parte do calendário de eventos do Plano de Recuperação Verde da Amazônia Legal, conjunto de medidas para impulsionar o desenvolvimento econômico sustentável da região. A iniciativa é do grupo de nove Estados que fazem parte da Amazônia Legal e foi apresentada em abril para embaixadores dos Estados Unidos e Europa. O combate rigoroso do desmatamento e o fortalecimento da bioeconomia são os principais temas que norteiam as propostas.  

    O evento ocorre em um momento emblemático. Com a volta dos Estados Unidos às discussões ambientais, após a eleição de Joe Biden, e a proximidade da COP 15 (15ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU, que acontecerá na China, em outubro) e da COP 26 (26ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática, em Glasgow, na Escócia, em novembro), a agenda climática assume um papel central no cenário internacional, com novos contornos geopolíticos e sociais.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Amazonas recebe presidente do BNDES e investidores

    Comitiva do BNDES visita Suframa e aposta em biotecnologia

    Qual é a missão de um cidadão na Amazônia?

    Comentários