Fonte: OpenWeather

    Tecnologia que vicia


    Quer saber se seu filho está viciado em games? Faça o teste

    Após ser inserido como doença pela OMS, o vício em games deve ser melhor avaliado pelos pais

    Após ser inserido como doença pela OMS, o vício em games deve ser melhor avaliado pelos pais | Foto: Malika

    Manaus - Por muito tempo existiu a discussão se o vício em videogame seria uma doença ou não. Agora, a Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou uma pedra final nessa questão e logo no início do ano, quando a entidade considerou o transtorno de jogo como uma doença e irá incluir o distúrbio na lista de males.

    Mas a dúvida que ainda permanece em nossas cabeças é: será que o meu filho ou alguma criança da minha família sofre com o vício em videogames? A resposta é: não necessariamente.

    De acordo com o pediatra Luiz Afonso Britto, professor de pediatria na  UFAM / UEA / FMT e membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, os pais ou responsáveis precisam avaliar bem as crianças antes de definirem a dependência de videogame. 

    Leia também: Crianças gênios: como a geração deste século está anos-luz à frente do resto do mundo

    "Em alguns casos, as crianças podem gastar muito tempo no sofá, tornando-se sedentárias e reclusas. Por vezes, não fazem os deveres de casa e podem deixar de desenvolver até a capacidade de se divertir com outras crianças ou mesmo se tornar antissocial. Mas esses problemas não significam que uma criança sofre com o transtorno", explicou Britto.

    Pediatra amazonense elaborou um teste para os leitores do Em Tempo descobrirem se os filhos precisam de ajuda médica.
    Pediatra amazonense elaborou um teste para os leitores do Em Tempo descobrirem se os filhos precisam de ajuda médica. | Foto: Divulgação

    Ainda de acordo com o pediatra os jogos, podem se tornar patológicos e assemelhar-se a um verdadeiro vício caso as crianças que jogam games preencherem os critérios clínicos para um “vício” como só querer jogar videogame e não viver a vida. "Os comportamentos típicos dos viciados em games devem ser observados por um período de mais de 12 meses para que um diagnóstico seja feito. Mas a nova CID irá reforçar que esse período pode ser diminuído se os sintomas forem muito graves".

    Segundo a OMS, os sintomas dos distúrbios incluem: não ter controle de frequência, intensidade e duração com que joga videogame; priorizar jogar videogame a outras atividades;continuar ou aumentar ainda mais a frequência com que joga videogame, mesmo após ter tido consequências negativas desse hábito;

    Para Britto, os jogos dominam a vidas do viciado, porque jogar dá uma sensação de euforia, uma sensação de alívio de sentimentos ou mesmo um falsa sensação de ajuda para aquelas crianças e jovens que querem fugir da realidade.  "Se o jogo interfere dessa maneira na vida de seus filhos, incluindo na escola e nas relações sociais é necessário ficar atentos e levar imediatamente ao médico", ressaltou Britto.

    Assim, ele conclui que o vício patológico em jogos é mais sobre a quantidade de tempo que seu filho passa jogando do que vivendo a vida normal de uma criança, que deveria estar estudando, brincando e interagindo com a família e amigos. 

    Como identificar?

    Por enquanto, segundo a OMS, o transtorno de jogo é o único ligado à tecnologia que ganhou esse status de doença. A entidade também já recebeu pedidos para incluir como doença o transtorno de binge-watching, o vício de fazer maratonas em frente à TV e smartphones.

    Confira as perguntas, marque suas respostas e descubra o resultado!
     
    1 - A primeira coisa que seu filho faz é jogar videogame?
    SIM
    NÃO
     
    2 - Quando está jogando ele fica irritado se alguém tira a atenção?
    SIM
    NÃO
     
    3 - Passa horas jogando, deixando de lado tarefas da escola?
    SIM
    NÃO
     
    4 - Ele prefere jogar game do que a companhia dos amigos?
    SIM
    NÃO
     
    5 - Quando sai com a família ele faz birra e só quer voltar para casa e jogar?
    SIM
    NÃO
     
    6 - Ele troca a noite pelo dia de sono?
    SIM
    NÃO
     
    7 - Caiu o rendimento escolar e ficou de recuperação no colégio?
    SIM
    NÃO
     
    8 - E já mentiu para você, escondendo o real nível de seu envolvimento com algum jogo?
    SIM
    NÃO
     

    Leia também:

    ´Geek Experience´ e Turma da Mônica são atrações especiais em shopping

    Quer estudar? Faculdades oferecem 60 mil bolsas de estudo no Amazonas

    Quais os segredos para ser um concurseiro vencedor? Descubra aqui

    Comentários