Fonte: OpenWeather

    debate


    Projetos ecológicos são apresentados em seminário especial no TCE-AM

    Ribeirinhos e personalidades do Executivo Municipal apresentaram caminhos sustentáveis dentro do tema de gestão ambiental

    Além dos projetos, o evento apresentou trabalhos acadêmicos e artigos sobre temas ambientais | Foto: Divulgação/Assessoria

    Manaus - Em diálogo aberto com o poder Judiciário, o Seminário de Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas da Amazônia contou com autoridades importantes na exposição de projetos sobre arborização e paisagismo na capital. O evento ocorreu durante a última terça e quarta-feira (13 e 14), na sede do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

    “O seminário abriu a oportunidade para mostrarmos, na prática, os benefícios socioambientais oferecidos à população, seja por meio das ações de educação ambiental, de arborização e estímulo ao desenvolvimento sustentável, além de aprendizado acerca das questões relevantes inerentes ao Tribunal de Contas na gestão ambiental”, afirmou o diretor de Áreas Protegidas da pasta municipal de meio ambiente (Semmas), Márcio Bentes.

    Os moradores ribeirinhos de comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé expuseram doces e artesanatos feitos com frutos regionais, produzidos nas próprias comunidades.

    Também estão sendo mostrados trabalhos nas áreas de arborização e educação ambiental, com a distribuição de material informativo a respeito dos temas trabalhados na gestão ambiental do município e doação de mudas frutíferas, ornamentais e medicinais produzidas pela Semmas.

    Personalidades importantes da comunidade acadêmica e da Prefeitura participaram do seminário
    Personalidades importantes da comunidade acadêmica e da Prefeitura participaram do seminário | Foto: Divulgação/Assessoria/TCE-AM

    Além dos projetos, o evento apresentou trabalhos acadêmicos e artigos sobre temas ambientais.

    O seminário reuniu órgãos públicos da Amazônia Legal com o objetivo de estimular as instâncias participativas do controle externo dos Tribunais de Contas da Amazônia Ocidental a implementarem a variável ambiental em auditorias específicas.

    Com informações da assessoria*

    Leia mais

    Frequência das enchentes do rio Amazonas aumenta 5 vezes em 100 anos

    Websérie “Extraordinária várzea” mistura ciência e natureza amazônica

    Inpa chama pesquisadores para edital de doutorado em ecologia

    Comentários