Fonte: OpenWeather

    Recolhimento de lixo


    Vídeo: empresas de recolhimento de lixo fazem descarte irregular no AM

    Em 2017, as fábricas do Distrito Industrial produziram 5 toneladas de resíduos por dia, a quantidade de empresas recicladoras e tratadoras na cidade não dá conta de todo esse resíduo

    Imagens aéreas mostram o impacto do descarte irregular de lixo | Foto: Reprodução/TV Em Tempo

    Manaus - Empresas responsáveis por tratar resíduos sólidos, de lixo produzido por indústrias de Manaus, estão fazendo descarte irregular e contaminando o meio ambiente. Do alto é possível notar que no bairro Colônia Terra Nova, na Zona norte de Manaus, há indícios de poluição no solo, lagos e igarapés.

    Na Zona Leste, o problema está no ar, na terra e nas águas. O tratamento irregular dos resíduos é visível na avaliação do chefe da fiscalização do Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (IPAAM).

    Igarapés de Manaus também são prejudicados pelo descarte de lixo.
    Igarapés de Manaus também são prejudicados pelo descarte de lixo. | Foto: Reprodução/TV Em Tempo

    O tratamento irregular feito pela Manaus Limpa, no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus, causa doenças e fere o meio-ambiente. A companhia é uma das principais coletoras de resíduos sólidos de empresas do Distrito Industrial.

    No beco Bem Bom, cortado por um pequeno igarapé, os relatos são de sofrimento. Luiz Nunes, morador do lugar há seis anos, viu o igarapé limpo e cheio de peixes, hoje se mudou para uma rua principal do bairro, mas ainda lamenta as vezes que moradores foram até a empresa e só ouviram promessas.

    | Foto: Reprodução/TV Em Tempo

    No ar podemos ver restos de cinzas de lixo incinerado. Pelas regras, esse tipo de material deveria ser recolhido, analisado e - se comprovado a ausência de contaminantes da natureza - encaminhado ao aterro sanitário da AM 010. Segundo o IPAAM as empresas podem responder pela contaminação da terra e da água.

    Os últimos números confiáveis, produzidos pela Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA) são de 2017. Naquele ano, as fábricas do Distrito produziram cinco toneladas de resíduos a cada dia. A capacidade instalada de todas as empresas recicladoras e tratadoras existente em Manaus não dá conta de tratar todo esse resíduo. O resultado disso são os crimes ambientais.

    Veja a reportagem completa da TV Em Tempo:

    Veja a reportagem | Autor: Juliano Couto/TV Em Tempo

    Leia mais:

    Empresário é condenado a 8 anos de prisão por aterro irregular no AM

    Falta saneamento básico para 2 bilhões de pessoas no mundo, diz ONU

    Seis espécies de peixes estão ameaçadas de extinção no AM, diz Ipaam

    Assista mais vídeos da TV Em Tempo

    Comentários