Fonte: OpenWeather

    Meio Ambiente


    Agricultura 4.0: Embrapa é ponte para pesquisa, startup e investimento

    Sustentabilidade será moeda de troca do agronegócio

    Embrapa incentiva investimentos startups para desenvolvimento de ecossistemas | Foto: Reprodução internet

    Manaus - Há décadas, a tecnologia tem contribuído com soluções disruptivas que modificaram os processos nos mais diversos setores da economia; e o agronegócio não poderia ficar de fora. O trabalho rural passou por muitas evoluções, e agora estamos na chamada Agricultura 4.0.  Por conta disso, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) tem buscando ser ponte entre a pesquisa, startups ligadas ao desenvolvimento de ecossistemas sustentáveis e o fundo de investimentos.

    “Se a ideia for boa, se a startup tiver um modelo de negócio interessante, com uma linha que pode surgir para frente e que vai ser tendência de inovação mais sustentável, ela pode negociar valores que podem chegar até R$ 5 milhões. Mas, tem que ser uma proposta muito consistente na opinião dos fundos de investimentos, ou seja, uma inovação social que gera negócio e emprego. Que traga impacto social e ambiental por meio do empreendedorismo. Dentro dessa linha é que a chamada ponte de inovação se posiciona, fazendo a ponte com pesquisas, startups e recursos para investimentos”, destaca o gerente de inovação da Embrapa, Daniel Trento.

    Para o diretor da Embrapa, Cleber Soares, o Brasil precisa cada vez mais captar valor sobre a sustentabilidade dos produtos e serviços agropecuários produzidos no próprio País. Ele destacou novas oportunidades que estão se abrindo para o agronegócio brasileiro como, por exemplo, a construção de marcas certificadas e processos de rastreabilidade usando a chancela da sustentabilidade. 

    "Precisamos desenvolver novas alternativas para, a partir de elementos tangíveis e quantificáveis, como o (os dados de emissão de) carbono dentro do sistema produtivo e, então, capturar valor sobre serviços agroambientais, como o menor uso da água, carbono e bem-estar animal", diz.

    A agricultura 4.0, pautada na sustentabilidade, é a bandeira do futuro econômico
    A agricultura 4.0, pautada na sustentabilidade, é a bandeira do futuro econômico | Foto: Divulgação/Embrapa


    Parceria

    Um exemplo das novas estratégias, é a parceria recente com a Visiona, empresa do grupo da Embraer, especializada em tecnologia espacial. O objetivo é combinar o conhecimento científico que orienta a tomada de decisão com sistemas inteligentes aplicados ao campo para mapeamento e monitoramento das áreas produtivas.

    Há também novos mercados a serem explorados que permitem a diversificação da produção e a agregação de valor. Um deles é o de grão de bico, fonte de proteína valorizada especialmente em regiões da Ásia e Oriente Médio. A Embrapa disponibilizou variedades adaptadas ao Brasil de olho num mercado que Soares qualifica como "bilionário".

    Startups

    Sobre as startups, Cleber afirmou que a Embrapa deve estar presente e envolvida nos novos ecossistemas de inovação. "Seja induzindo ou trazendo parcerias para a empresa."

    Como exemplo, ele citou as maratonas e desafios para promover startups ao redor do Brasil, a presença em polos tecnológicos como a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), em Piracicaba (SP), e a elaboração de editais temáticos para que companhias impulsionem ativos da Embrapa. Cleber Soares mencionou, também, a parceria com fundos de investimentos para identificar startups com potencial de receber aportes.

     “A Embrapa tem 42 unidades de pesquisas distintas. Cada uma delas têm procurado desenvolver estratégias de relacionamentos com as startups, umas mais avançadas, outras não fazem nada e outras estão começando a aprender. A chamada mais conhecida é a 'Ideas for milk' que é uma chamada de startups para a cadeia do leite”, conta Daniel.

    Ideas for Milk

    O movimento liderado pela Embrapa Gado de Leite impulsiona as inovações digitais, estimulando a criação de startups e também envolvendo novos atores por meio da articulação com empresas, entidades e universidades.

    O movimento liderado pela Embrapa Gado de Leite impulsiona as inovações digitais
    O movimento liderado pela Embrapa Gado de Leite impulsiona as inovações digitais | Foto: divulgação

    Como resultado concreto, as tecnologias digitais ajudam a aumentar o nível de inovação da cadeia produtiva, elevando a produtividade, com respeito aos animais, ao meio ambiente e à sociedade de maneira geral.

    Avança Café

    A Embrapa, em parceria com a Universidade Federal de Lavras (Ufla) e da Universidade Federal de Viçosa (UFV), tem um programa especial inédito destinado a incentivar projetos com potencial para se tornar startups que apoiem todos os agentes envolvidos não só na produção, como na comercialização do café. Denominada Avança Café, a iniciativa teve início com um Banco de Ideias, em que interessados puderam apresentar suas ideias de negócios e receber sugestões e informações sobre o processo seletivo que vai escolher propostas que tiverem mais possibilidade de beneficiar o segmento. 

     Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Governo federal corta 25% de verbas do Inpa

    Livro de razão e espiritualidade para destino da Amazônia

    Comentários