Fonte: OpenWeather

    Especial Meio Ambiente


    É possível ser sustentável com atitudes dentro de casa?

    Conheça pessoas que mudaram hábitos e hoje contribuem para o meio ambiente com ações sustentáveis dentro e fora de casa

    A lista pode ser pequena, mas cada atitude contribui
    A lista pode ser pequena, mas cada atitude contribui | Foto: Reprodução

    Manaus - A lista de atitudes que salvam o meio ambiente é grande. São coisas possíveis, baratas, corretas e trazem possibilidades que ajudam até na hora da economia dentro e fora de casa.

    As ações no dia a dia, com relação aos recursos que usamos, podem interferir no futuro do planeta. Entrevistamos algumas pessoas que modificaram suas rotinas para ajudar a redução de consumo.

    Começamos com a "listinha básica" de apenas 10 atitudes sustentáveis que fazem toda a diferença: 

    Atitudes Sutentáveis


    Atitudes sustentáveis de mãe para filha

    A estudante universitária Vivian Brasil faz três ações da lista acima: desligar as luzes ao sair do cômodo, aproveitar o óleo de cozinha e a substituição das lâmpadas.

    Uma das atitudes conscientes é desligar as luzes ao sair dos cômodos
    Uma das atitudes conscientes é desligar as luzes ao sair dos cômodos | Foto: Reprodução

    A ideia de ter ações sustentáveis dentro de casa começou depois que casou com Jaderson Garcia. Os dois perceberam que poderiam mudar algumas atitudes para economizar. Depois que a filha nasceu, Vivian Brasil e o esposo continuaram a manter as atitudes, deixando o exemplo para a próxima geração.

    Família mudou os hábitos para deixar o exemplo para a filha
    Família mudou os hábitos para deixar o exemplo para a filha | Foto: Arquivo pessoal

    "Me vi na obrigação de ensinar minha filha com atitudes que garantam o futuro do planeta. Sabemos que enquanto pais, só falar não basta. Temos que mostrar com nossas ações, ensinando que se isso aqui acabar, não vai sobrar nada para ela." 

    Desligar as luzes ao sair dos cômodos influencia diretamente nos gastos. Além de ajudar na economia no fim do mês, a natureza agradece. Especialistas destacam que as lâmpadas de LED e as fluorescentes são as que mais contribuem para quem desejar gastar pouco na energia.

    Sustentabilidade em reaproveitar materiais

    A nutricionista usa em casa os materiais que poderiam ir para o lixo
    A nutricionista usa em casa os materiais que poderiam ir para o lixo | Foto: Arquivo pessoal

    A nutricionista Paula Kamila faz seis atitudes da lista. Ela destaca que o aproveitamento de latas para fazer jarros ou luminárias é a última atitude sustentável que inseriu na sua vida. Ela não descarta após o uso as garrafas de plásticos e vidro. Todos os objetos viram peças de decoração em casa. 

    Latas de alumínio demoram 200 anos para se decompor na natureza
    Latas de alumínio demoram 200 anos para se decompor na natureza | Foto: Reprodução

    reciclagem é considerada como uma das atitudes que mais contribuem para a preservação, pois levam anos para que cada material se decomponha na natureza.

    Conhecendo as propriedades das plantas e hortaliças, a nutricionista utiliza os restos de alimentos como cascas e talos para compostagem na própria horta instalada em casa.

    Fazer compostagem é utilizar os recursos de forma consciente
    Fazer compostagem é utilizar os recursos de forma consciente | Foto: Reprodução

    A compostagem orgânica reduz o lixo gerado nas casas e os gases causadores do efeito estufa. É um rico ecossistema que você pode montar dentro de casa. Metade do lixo gerado dentro de casa pode virar compostagem.

    Economia nas atitudes e no bolso 

    O logístico David Armys faz em casa seis das dez atitudes da lista e conta que, além da consciência com o meio ambiente, ele consegue economizar ainda mais. Pai de primeira viagem, o jovem já pensa no exemplo que deseja deixar para a filha.

    David toma atitudes diárias para manter o meio ambiente e economizar
    David toma atitudes diárias para manter o meio ambiente e economizar | Foto: Arquivo pessoal

    "Primeiro, é o certo a fazer. Melhorando o meio ambiente é como melhorar a nossa vida. E segundo, para dar um exemplo para Laura. Conforme ela for crescendo, ela vai começar a fazer também. Não posso deixar de falar na economia, eu não preciso comprar óleo toda a semana e a conta de energia no fim do mês vem mais em conta".

    As atitudes de David fazem toda a diferença nas contas no fim do mês. Quando utilizamos de forma consciente os recursos disponíveis não há custo excessivo e o controle dos gastos é maior.

    O óleo descartado nas tubulações causa entupimento e caso não haja um processo correto se espalha para rios represas
    O óleo descartado nas tubulações causa entupimento e caso não haja um processo correto se espalha para rios represas | Foto: Reprodução

    Óleo de cozinha

    óleo de cozinha geralmente é descartado na rede de esgoto, o que é um problema que pode ser evitado. Esse produto prejudica o solo, a água e a vida do homem quando descartado de forma incorreta. Dados alertam que um litro de óleo pode contaminar um milhão de litros de água. O caso é mais sério do que imaginamos.

    O correto é usar o óleo para a produção de sabão, resinas para tintas, glicerina, detergente e até o biodiesel.

    Atitudes sustentáveis de geração em geração

    O publicitário Kell Vasquez tem cuidado com o meio ambiente e diz que aprendeu a ter atitudes sustentáveis com a mãe e a avó. Em 2013, ele fez o curso de Gestão de Qualidade e Meio Ambiente para aprender mais e poder ajudar na qualidade de vida da população de alguma forma.

    Em casa, ele adaptou os usos dos cestos de lixo. Na cozinha, o publicitário disponibiliza lixeiras individuais para recicláveis e orgânicos. Kell conta que ter essas atitudes com relação ao meio ambiente é herança de família. A mãe e os avós são todos pró-sustentabilidade, optando por morar em sítio para continuar uma vida saudável a base de alimentos orgânicos.

    Os ensinamentos sobre sustentabilidade foram repassados em família
    Os ensinamentos sobre sustentabilidade foram repassados em família | Foto: Arquivo pessoal

    "Desde adolescente eu sempre me preocupava com o meio ambiente. Acho que essa atitude veio mais por influência da família, tenho tias biólogas e elas me colocaram para fazer escolinha de educação ambiental. A partir disso, eu comecei a praticar ações de sustentabilidade, como armazenar água da chuva para regar as plantas ou água de sabão da máquina de lavar para lavar os pátios".

    Com o óleo saturado armazenado em garrafas reutilizáveis, o publicitário produz sabão em barra. Quando vai com os pais à feira, ele faz questão de levar sacolas retornáveis que ele mesmo fez com lona que, normalmente, iria para o lixo.

    Usar sacolas reutilizáveis é contribuir com o meio ambiente
    Usar sacolas reutilizáveis é contribuir com o meio ambiente | Foto: Bruna Oliveira

    Desligar os eletrodomésticos da tomada quando não estão em uso, trocar a bomba da descarga para despejar menos água e trocar lâmpadas que amenizam a temperatura da casa são outras práticas que alinham economia e a sustentabilidade.

    Desligar os eletrodomésticos da tomada faz a diferença no fim do mês
    Desligar os eletrodomésticos da tomada faz a diferença no fim do mês | Foto: Reprodução

    "Plantei árvores frutíferas no quintal de casa para dar mais sombra e vento em casa. Por incrível que pareça, na minha rua a única casa que tem mais árvores no terreno é a minha."

    As atitudes do consumo consciente não param por aqui. Quando há festas e eventos em casa, como os aniversários, a família não utiliza balões. Segundo ele, o balão é um gasto desnecessário e o material não é reciclável.

    Eliminar o uso de canudos de plástico é a nova medida consciente

    Um bar na cidade de Manaus já pensa no consumo do canudo de plástico como algo prejudicial à natureza. A postura dos donos do lugar já agrada os frequentadores.

    Através das redes sociais, eles alertam que o canudo de plástico é usado no máximo por quatro minutos no drink e demora até 200 anos para se decompor, sendo responsável por 4% de todo o lixo plástico encontrado no mundo.

    O canudo plástico demora 400 anos para se decompor
    O canudo plástico demora 400 anos para se decompor | Foto: Flávia Macedo

    O bar orienta ainda que se os clientes preferirem, terão disponíveis os canudos de papel, mas com custo adicional nas bebidas. Além dos canudos, o bar já faz o uso de copos long drink, que são reutilizáveis.

    Após o termino dos eventos, como se trata de um local público, os organizadores fazem a separação dos materiais que vão para o lixo, com o descarte correto de garrafas de vidro e materiais plásticos. 

    Os canudos de aço são a nova medida consciente
    Os canudos de aço são a nova medida consciente | Foto: Reprodução

    A empresa está fechando parceria com fornecedores de canudos de aço. Segundo o proprietário Rodrigo Ramos, a reclamação que muitos clientes é o preço pago para adquirir um canudo de aço ou inox. Ele garante que está em busca de soluções para o problema.

    "Nós já percebemos que tem clientes que entenderam nosso recado de cuidado ambiental. Alguns já utilizam o mesmo copo descartável nos drinks ou então levam de casa os próprios copos para uso. Com isso diminuímos a quantidade de material usado e até os impactos que causamos na natureza. Todo mundo ajuda."

    Faça sua lista de atitudes que podem te ajudar na economia dos custos e, de quebra, ainda contribuir com o meio ambiente.

    Comentários