Fonte: OpenWeather

    Limpeza


    Voluntários retiram mais uma tonelada de lixo do igarapé do Tarumã

    Garrafas PET, embalagens plásticas, recipientes de produtos de limpeza, galões de combustível, garrafas de bebidas alcoólicas e isopor foram alguns dos materiais mais encontrados pelos voluntários

    Parte dos voluntários utilizaram pranchas de Stand Up Paddle (SUP) e Caiaques, enquanto outros receberam apoio logístico para chegar às faixas de areia
    Parte dos voluntários utilizaram pranchas de Stand Up Paddle (SUP) e Caiaques, enquanto outros receberam apoio logístico para chegar às faixas de areia | Foto: Divulgação/Agnaldo Oliveira

    Manaus - Nas primeiras horas dessa segunda-feira (29), por meio do Dia da Sobrecarga na Terra - realizado desde o ano de 1986 - a Organização Não-Governamental (ONG) Global Footprint Network divulgou que a humanidade chegou ao limite de utilização de todos os benefícios naturais (água, ar limpo e terra). No último fim de semana, em Manaus, aproximadamente 1 toneladas de lixo foram retiradas de um igarapé por um grupo de voluntários. 

    Segundo a ONG, o Dia da Sobrecarga se antecipou dois meses antes do que era previsto [novembro]. Isso significa que a Terra está com a bandeira vermelha e a humanidade em risco. Tudo por conta do desmatamento, erosão, contaminação dos rios e mares e perda da biodiversidade. Com isso, o Planeta Terra está gritando por socorro e talvez muita gente ainda não tenha percebido isso.

    Mas, ainda há quem lute pela sobrevivência das próximas gerações. Em Manaus, um grupo formado por 50 pessoas, todas voluntárias do projeto "Grito d´Água" estiveram no último sábado (27), no igarapé do Tarumã, afluente esquerdo do rio Negro, e recolheram aproximadamente uma tonelada de resíduos sólidos, que poluíam faixas de areia que começam a aparecer com o início da vazante.

    Foram retirados resíduos sólidos, que poluíam faixas de areia e começam a aparecer com o início da vazante
    Foram retirados resíduos sólidos, que poluíam faixas de areia e começam a aparecer com o início da vazante | Foto: Divulgação/Agnaldo Oliveira

    Garrafas PET, embalagens plásticas, recipientes de produtos de limpeza, galões de combustível, garrafas de bebidas alcoólicas e isopor foram alguns dos materiais mais encontrados pelos voluntários. 

    De acordo com Agnaldo Oliveira Júnior, de 43 anos, um dos coordenadores do projeto, esta é a 9ª edição e a principal mensagem do grupo é a preservação ambiental e conscientização humana. “Precisamos de um consumo consciente para que a gente não gere mais plásticos e que não torne esse sistema, que é o Planeta Terra, impossível de viver - em meio a tanto lixo que existe”, enfatizou.

    O Grito d’Água é um dos eventos mais importantes de limpeza de igarapés ao redor da capital
    O Grito d’Água é um dos eventos mais importantes de limpeza de igarapés ao redor da capital | Foto: Divulgação/Agnaldo Oliveira

    Ainda segundo Agnaldo, a cheia e a vazante dos rios amazônicos trazem, sempre à tona, um grande problema [lixo]. Todos os anos, toneladas de lixo, deixadas nos igarapés próximos de Manaus, aparecem no Igarapé do Tarumã. “Desta vez, o nível das águas está alto e o lixo fica escondido na copa das árvores - parte aérea das plantas”, revela.

    Um dos grandes exemplos de amor com as futuras gerações e a preocupação com o habitat passou a ser adotado pela design Maria Lopes, de 53 anos, moradora do bairro Campos Elísios, na Zona Centro-Oeste da cidade. Ela destaca que as mudanças acontecem dentro de casa com pequenos hábitos. “Eu já fazia o trabalho de separação de lixo para reciclagem e fui convidada para participar do projeto, por meio do meu filho, e desde então participo de todas as edições. Eu acredito que se cada um fizer a sua parte, para mantermos um meio ambiente limpo, as futuras gerações vão fazer a mesma coisa”, analisou.

    “Precisamos cuidar agora, fazer com que várias pessoas também se mobilizem e isso é bom, bonito e gratificante”, afirmou a design. 

    O projeto está na 9ª edição e a principal mensagem do grupo é a preservação ambiental e conscientização humana
    O projeto está na 9ª edição e a principal mensagem do grupo é a preservação ambiental e conscientização humana | Foto: Divulgação/Agnaldo Oliveira

    Ação Ambiental 

    A ação ambiental é uma iniciativa da PONTOCOMM - Comunicação e Marketing com o apoio do Flutuante Abaré SUP, Santa Cláudia, Distribuidora Atem, Prodimagem, Ideias Gráficas, Fundação Amazonas Sustentável e Semulsp, que junto com os voluntários participaram da Virada Sustentável no último sábado, no Igarapé do Tarumã.

    O "Grito d’Água" é um dos eventos mais importantes de limpeza de igarapés ao redor da capital e é também o primeiro a unir esporte e consciência ambiental. Parte dos voluntários utilizaram pranchas de Stand Up Paddle (SUP) e caiaques, enquanto outros receberam apoio logístico para chegar às faixas de areia.

    “A intenção é unir esforços para que, neste dia, possamos obter resultados importantes quando o assunto é engajamento e marketing ambiental. A ideia sempre é motivar as pessoas pela ação e um único retorno: um futuro melhor para nossos filhos e netos”, conclui Oliveira Júnior.

    "A ideia sempre é motivar as pessoas pela ação e um único retorno, que é um futuro melhor para nossos filhos e netos”, conclui Oliveira Júnior
    "A ideia sempre é motivar as pessoas pela ação e um único retorno, que é um futuro melhor para nossos filhos e netos”, conclui Oliveira Júnior | Foto: Divulgação/Agnaldo Oliveira

    (R)Evolução

    Esta é a 9ª edição do evento, que tem engajado cada vez mais pessoas. Atualmente, aproximadamente 50 voluntários são presença contínua em todas as edições. Quanto ao que foi retirado dos rios, na primeira edição foi recolhida uma tonelada de lixo. No Grito D´água 2.0, uma tonelada também foi retirada das margens das ilhotas, que se formam no Tarumã. 

    Na terceira edição foram recolhidas duas toneladas. Na quarta edição, 600 quilos. A quinta edição, em dezembro de 2017, recolheu 18 toneladas de lixo. Em julho de 2018, novamente uma tonelada. Já em novembro do mesmo ano foram 8 toneladas e em março deste ano mais uma tonelada. 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no WhatsApp. Clique aqui!:

    Praça da Matriz receberá ação do 'Julho Amarelo' nesta quarta (31)

    Faculdade lança curso gratuito de redação para Enem e outros concursos


    Comentários