Fonte: OpenWeather

    Meio Ambiente


    Comunidades devolvem 7,7 mil filhotes de Tracajás à natureza no AM

    Projeto Pé-de-Pincha realizou a etapa de soltura concluída em fevereiro, época de cheia, com apoio de voluntários em sete localidades

    O projeto oferece treinamento aos moradores das comunidades por meio de palestras e cursos
    O projeto oferece treinamento aos moradores das comunidades por meio de palestras e cursos | Foto: Divulgação

    Manaus - No mês de fevereiro, o Instituto Claro concluiu a devolução de mais de 7,7 mil filhotes de tracajás à natureza. A iniciativa faz parte do Pé-de-Pincha, programa que envolve as comunidades locais na conservação das populações de quelônios em municípios do Amazonas. 

    Desde 2010, o Instituto Claro colabora na transferência dos ovos, que são colhidos por voluntários nas secas dos rios e levados para áreas protegidas, e na soltura dos filhotes, feita na época da cheia, protegendo a espécie e o meio ambiente. 

    Entre os dias 6 e 7 de fevereiro deste ano, foram soltos mais de 5,8 mil filhotes nas comunidades de Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Igapó-Açú e Tracajá. 

    Nas comunidades de Santo Antônio do Mamori, Araçá, Pacatuba e Perpétuo Socorro, entre os dias 23 e 28 de fevereiro, mais de 1,8 mil filhotes que tiveram ninhos transferidos e protegidos voltaram ao seu habitat natural graças às iniciativas do projeto. 

    O projeto oferece treinamento aos moradores das comunidades por meio de palestras e cursos, com o apoio do Ibama, Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e da Prefeitura de Careiro Castanho e com a supervisão da Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

    Sobre o Instituto

    A área de Responsabilidade Social da Claro investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto Claro, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o [email protected], o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto Claro é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas.

    Saiba mais:

    https://www.institutonetclaroembratel.org.br/

    https://www.instagram.com/institutoclaro/

    Comentários