Fonte: OpenWeather

    novidade


    Confira os modelos e preços dos novos smartphones da Samsung

    Galaxy S10, S10+, S10e, M10, M20 e Fold são algumas das novidades

    O dobrável tem 4,6 polegadas de tela quando dobrado e 7,3 polegadas quando aberto, virá nas cores preto, prata, verde e azul e contará com seis câmeras | Foto: Divulgação

    Mundo - A lista dos novos smartphones Samsung traz modelos únicos, especiais e com recursos tecnológicos avançados. Planejado em cada detalhe a lista inclui os tops de linha do mercado, com especificações arrasadoras. São eles: o Galaxy S10, S10+, S10e, M10, M20 e Fold.

    A nova linha Galaxy S10 chegou ao mercado. Enquanto os Galaxy S10, S10+ e S10e já estão disponíveis para a compra em alguns países, no Brasil, ele se encontra em regime de pré-registro. Ou seja, os usuários podem deixar seus dados nas lojas da Samsung e os vendedores entrarão em contato assim que a pré-venda for liberada.

    Isso acontecerá no próximo dia 12 de março, quando a fabricante sul-coreana apresentará oficialmente os modelos em terras brasileiras, durante evento em São Paulo. A venda inicial dos dispositivos começará nos primeiros dias de abril.

    Tela

    O Galaxy S10e é o modelo mais simples e, por isso, tem a tela menor, de 5,8 polegadas. O Galaxy S10+ é mais poderoso e por isso tem a maior tela dos três, com 6,4 polegadas. Vale lembrar que essa medida é contada diagonalmente, de um canto a outro do display, e que os três têm a proporção de 19:9 - ou seja, são mais esticados na vertical.

    O aparelho mais básico também parece ter a menor resolução (Full HD+, contra o Quad HD+ dos outros dois), mas como a tela é menor, a diferença é quase imperceptível. Na prática, o Galaxy S10e, embora mais modesto, exibe mais pixels por polegada do que o seu irmão mais poderoso, o S10+.

    Outra diferença é o formato da tela. O S10e tem um display plano, enquanto os outros dois têm leves curvas nas laterais que fazem aquele efeito de “tela infinita” que a Samsung gosta de promover. Todos eles usam a tecnologia Super AMOLED, que ajuda a economizar bateria ao desligar os pixels das imagens pretas e tende a exibir cores mais quentes e vibrantes.

    Processador

    Da esquerda para a direita: Galaxy S10e, Galaxy S10 e Galaxy S10+
    Da esquerda para a direita: Galaxy S10e, Galaxy S10 e Galaxy S10+ | Foto: Divulgação

    A Samsung disse que, dependendo do mercado onde cada celular for lançado, o processador será um pouco diferente. Mas para todos eles foram feitos apenas duas variantes: um chip de 7 nanômetros e outro de 8 nanômetros, ambos de oito núcleos.

    O processador mais denso, de 7 nm, possui núcleos voltados a tarefas mais pesadas com velocidade de 2,8 GHz; outros núcleos para tarefas menos pesadas, de 2,4 GHz; e outros para as tarefas mais básicas, de 1,7 GHz.

    Já o processador de 8 nm tem núcleos de 2,7 GHz (máximo), de 2,3 GHz e de 1,9 GHz. A Samsung não detalhou qual é o modelo exato de cada processador, mas sabe-se que um é o Snapdragon 855, da Qualcomm, e o outro é o Exynos 9820, feito pela própria Samsung.

    Memória e armazenamento

    A Samsung não economizou em memória nessa nova geração da linha Galaxy S. O celular mais básico tem 6 GB de RAM e o mais poderoso chega a vir com 12 GB - mais do que muito computador por aí. Essa memória serve para executar múltiplas tarefas ao mesmo tempo, incluindo funções do sistema operacional que o usuário nem vê.

    Já em termos de armazenamento, a Samsung apostou no ineditismo e no exagero. O Galaxy S10+ é o primeiro celular do mundo com 1 TB de espaço interno, suficiente para guardar milhares de fotos, horas de vídeos, aplicativos e muitos jogos. Além disso, todos os aparelhos têm, no mínimo, 128 GB de memória.

    Câmeras

    Aqui o assunto é ainda mais complicado. Como você já deve saber, não é apenas o número de megapixels que define a qualidade de uma câmera de celular. O tamanho da abertura, o ângulo da lente, o sistema de estabilização e a função das múltiplas câmeras juntas também fazem diferença.

    O Galaxy S10e é o único com câmera traseira dupla, e o Galaxy S10+ é o único com câmera frontal dupla. Os outros aparelhos têm câmera frontal única e câmera traseira tripla. Isso mesmo, são três câmeras trabalhando juntas.

    A câmera tripla traseira do Galaxy S10 e do Galaxy S10+ é formada por dois sensores com estabilização óptica (para evitar fotos e vídeos tremidos) e um com estabilização digital. As três juntas permitem tirar fotos com zoom óptico de até 2x.

    Bateria

    Em termos de baterias, não há grandes surpresas aqui. O tamanho da célula de energia em cada celular muda de acordo com o tamanho da tela, um dos componentes que mais consome energia. Não tem segredo: o Galaxy S10e, que é o mais básico, tem também a menor bateria. E o S10+, mais poderoso, tem a maior bateria.

    Preço

    Abaixo, você confere o preço de cada variante do nova linha Galaxy S10 no Brasil:

    Galaxy S10e, com 128GB de armazenamento - R$4.299 (com desconto na troca de um celular. Valor original: R$5.099);

    Galaxy S10, com 128GB de armazenamento - R$4.999 (com desconto na troca de um celular. Valor original: R$ 5.799);

    Galaxy S10 Plus, com 128GB de armazenamento - R$5.499 (com desconto na troca de um celular. Valor original: R$ 6.499);

    Galaxy S10 Plus, com 512GB de armazenamento - R$6.699 ((com desconto na troca de um celular. Valor original: R$ 7.699);

    Galaxy S10 Plus, com 1TB de armazenamento - R$8.999 (com desconto na troca de um celular. Valor original: R$ 9.999);

    Outras novidades

    O Galaxy M10 está sendo vendido na Índia por a partir de 7.990 rúpias, o equivalente a R$ 425, e o Galaxy M20 sai por 10.990 rúpias, cerca de R$ 583.
    O Galaxy M10 está sendo vendido na Índia por a partir de 7.990 rúpias, o equivalente a R$ 425, e o Galaxy M20 sai por 10.990 rúpias, cerca de R$ 583. | Foto: Divulgação

    Em busca de recuperar espaço perdido em um dos mais disputados mercados de smartphones do mundo, na Índia, a Samsung lançou hoje a nova linha de celulares Galaxy M. O objetivo do dispositivo é competir com a Xiaomi, a companhia chinesa que cresceu muito recentemente no mercado indiano e mundial, desbancando a própria Apple como segunda maior fabricante de smartphones do planeta.

    São dois dispositivos com sistema operacional Android, o Galaxy M10 e o Galaxy M20. A ideia é que eles sirvam como sucessores da linha Galaxy A e tem como foco os millennials. Os aparelhos contam com o design Infinity V, com a câmera frontal aparecendo no visor em formato de gota, diferentemente do “notch” inventado pela Apple no iPhone X e tão replicado recentemente.

    Galaxy Fold

     

    O dobrável tem 4,6 polegadas de tela quando dobrado e 7,3 polegadas quando aberto, virá nas cores preto, prata, verde e azul e contará com seis câmeras
    O dobrável tem 4,6 polegadas de tela quando dobrado e 7,3 polegadas quando aberto, virá nas cores preto, prata, verde e azul e contará com seis câmeras | Foto: Divulgação

    A Samsung lançou seu novo e inovador aparelho: o Galaxy Fold. É o primeiro smartphone dobrável da marca e um dos primeiros do mundo. Ele começa a ser vendido em 26 de abril, por US$ 1.980 (R$ 7.702 na conversão direta sem impostos). O preço é bem alto, o dobro do último Note 9. Ou seja, provavelmente deve passar dos R$ 10 mil no Brasil. O iPhone XS Max custa US$ 1.099.

    O celular dobrável era uma promessa da Samsung há anos, demorou oito anos para sair do papel. O modelo mistura a experiência do smartphone e do tablet.

    O celular ainda parece bem grosso e pesado quando fechado, mas é uma evolução gigante em relação ao protótipo --e não seria a primeira vez que um modelo surge grosso para depois ficar mais fino nos anos seguintes. A tela interna é infinita e promete uma experiência imersiva para o usuário. Já a tela da frente ainda parece rústica perto dos celulares atuais, com grandes bordas acima e abaixo da tela. 

    O dobrável tem 4,6 polegadas de tela quando dobrado e 7,3 polegadas quando aberto, virá nas cores preto, prata, verde e azul e contará com seis câmeras. São duas baterias uma de cada lado do Galaxy Fold, que somam 4380 mAh. A Samsung equipou o Galaxy Fold com um chipset AP de última geração e 12 GB de RAM, além de tela AMOLED e sistema AKG com altofalantes estéreos para o entretenimento. Haverá versões LTE e 5G do Galaxy Fold.

    "Dobrar é um movimento mais intuitivo e uma inovação mais difícil de entregar", diz a Samsung. Para conseguir isso, a empresa criou uma nova camada de polímero e fez uma tela 50% mais fina.

    Leia Mais

    Samsung lança tela flexível para seus smartphones

    Celulares com desconto na ‘Semana do Cliente’

    tecnologia é usada à favor da saúde educacional

    Comentários