Fonte: OpenWeather

    Inovação


    Marcha Virtual pela Ciência aborda a importância da área na pandemia

    Evento ocorre nesta quinta-feira (7) e destaca a importância do investimento financeiro em Ciência e da área ser incluída na sociedade

    Ao cortar investimentos em ciência, Brasil assassina o futuro | Foto: Divulgação

    Manaus – Como forma de chamar atenção para a importância da ciência no enfrentamento da pandemia da Covid-19, assim como as implicações sociais e econômicas que a ciência traz para a saúde das pessoas, as secretarias regionais da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) realizam na próxima quinta-feira (7) a Marcha Virtual pela Ciência no Brasil que terá suas atividades transmitidas pelas redes sociais.

    A Marcha pela Ciência é um vento anual e está na sua quarta edição e devido a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus no país, esse ano o evento será realizado de forma virtual. Serão realizados debates sobre a importância do isolamento social, a crise da ciência no Brasil, o desmonte dos sistemas públicos de educação e saúde e as ameaças antidemocráticas à liberdade de ensino e pesquisa, além da necessidade de enfrentar a crise econômica com medidas emergenciais de longo prazo que apoiem as camadas mais pobres e vulneráveis da população.

    Entre as atividades da manifestação, serão realizados painéis de debate em todo o Brasil voltados para assuntos da pandemia e também para o financiamento da ciência brasileira. O evento inclui duas ondas de “tuitaços” por meio do Twitter com hashtags #paCTopelavida e #FiqueEmCasacomaCiência que devem acontecer às 12h e também às 18h.

    Segundo o secretário regional da SBPC, Sanderson Oliveira, a ciência é a área que auxilia a população a conhecer sua realidade biológica, sanitária, social e também humana, por isso é importante que a sociedade tenha contato com área.

     “A ciência deveria ser familiar para todos nós, uma vez que a maioria da população passou pela escola, possui o ensino básico e teve contato com a ciência. As pessoas deveriam ter um entendimento maior entre medicamentos e vacinas para a mesma doença. A ciência serve para que todos entendam um pouco sobre esses aspectos. As ações da ciência deveriam ser popularizadas para que elas sejam incluídas na vida das pessoas. Os cientistas têm a capacidade de prever algumas situações por meio de pesquisas feitas e isso torna a ciência uma forma de mudar a nossa realidade e também para que os cidadãos entendam melhor o mundo a nossa volta”, explicou o secretário.

    Acompanhe a programação do evento
    Acompanhe a programação do evento | Foto: Divulgação

    A Marcha Virtual da Ciência acontece a partir das 8h e pode ser pelas rede sociais oficiais da SBPC no Facebook Youtube

    Cortes

    Além de destacar a importância da ciência para a população, a marcha também visa reforçar a luta por recursos adequados para o desenvolvimento da ciência, tecnologia, saúde e educação no país. Atualmente a área tem sofrido cortes no orçamento que refletem no desafio dos cientistas em buscarem respostas aos impactos causados pela pandemia. A área também sofre com a desvalorização do conhecimento científico, o que torna o trabalho dos cientistas brasileiros uma tarefa árdua.

    “Os cortes impactam de maneira muito forte na ciência, uma vez que ela é uma área cara, pois se trata de pesquisas e para realizá-las é necessário ter a capacitação de pessoas, investir em materiais, locomoção da equipe de pesquisadores para o campo de pesquisa e dependendo da pesquisa que é realizada é preciso ter aparelhos de alta qualidade, então quando existe a escassez de recurso na área toda essa rede de pesquisa sofre”, ressaltou o secretário.

    O nome também esclareceu a importância da ciência em situações atípicas como a atual pandemia global e como ela pode colaborar para reter o avanço de doenças desconhecidas.

    “A ciência trabalha com descobertas. Hoje está em visibilidade a área médica, então a população precisa de novos medicamentos e novos recursos que só podem ser desenvolvidos por meio de novos estudos e pesquisas que beneficiem a sociedade em situações como a que estamos enfrentando hoje”, finalizou.

    Comentários