Fonte: OpenWeather

    Internet


    Casal de fazendeiros cria gatos siberianos e fotos viralizam

    Canal do YouTube tem milhares de inscritos interessados na beleza dos pets.

    Milhares de inscritos no You Tube inscreveram-se interessados na beleza dos pets
    Milhares de inscritos no You Tube inscreveram-se interessados na beleza dos pets | Foto: Reprodução

     A camponesa Alla Lebedeva, de Prigorodny, na Rússia, cria gatos siberianos há mais de uma década junto com seu marido Sergey Dmitriev. Os dois acumularam uma grande ninhada e a exibem em um canal do YouTube, que tem mais de seis mil inscritos interessados na beleza dos pets.

    A primeira gata deles, Badushka, foi quem iniciou a grande família de felinos em 2004, quando deu à luz cinco filhotes. Depois disso, o casal perdeu o controle da quantidade de bichanos que vivem na fazenda. "Quando perguntam quantos temos agora, costumo responder 'um milhão ou mais'", brinca Alla em entrevista ao portal Design You Trust.

    Apesar dos animais serem de estimação, os fazendeiros os usam para proteger o galinheiro da propriedade contra coelhos, ratos e camundongos
    Apesar dos animais serem de estimação, os fazendeiros os usam para proteger o galinheiro da propriedade contra coelhos, ratos e camundongos | Foto: Divulgação

    Apesar dos animais serem de estimação, os fazendeiros os usam para proteger o galinheiro da propriedade contra coelhos, ratos e camundongos, já que comercializam ovos e galinhas no oeste da Sibéria.

    Alla percebeu que sua ninhada estava viralizando nas redes sociais quando imagens compartilhadas por ela começaram a aparecer em sites da Noruega. "Usuários da internet publicaram minhas fotos duas vezes, sem dar crédito. Agora, meus gatos estão conhecidos ao redor do mundo como 'gatos noruegueses'", lamenta.

    Leia mais:

    Venda de gatos para magia negra gera indignação nas redes sociais

    Psicologia felina: veterinária fala das verdades e mitos sobre os gatos

    Abrigo oferece salário de R$ 1,4 mil para cuidar de gatos na Grécia


    Comentários