Fonte: OpenWeather

    Canonização


    Vaticano reconhece milagre atribuído à brasileira irmã Dulce

    O Vaticano ainda não divulgou quando ocorrerá a canonização

    A irmã Dulce foi beatificada em 22 de maio de 2011 | Foto: Divulgação

    "Com o decreto de canonização autorizado pelo Santo Padre reconhecendo o milagre atribuído à intercessão da irmã Dulce, a beata será proximamente proclamada santa em solene celebração de canonizações", segundo uma publicação do Vatican News.

    O mesmo canal de informações destacou que o Papa Francisco assinou o decreto depois de receber em audiência na segunda-feira o prefeito da Congregação das Causas dos Santos, cardeal Angelo Becciu.

    O Vaticano ainda não divulgou quando ocorrerá a canonização. A beata irmã Dulce, conhecida como "o Anjo Bom da Bahia" nasceu na cidade de Salvador em 26 de maio de 1914 e ali faleceu em 22 de maio de 1992.

    Segundo informações publicadas pela imprensa local, o segundo milagre que levará à santificação da irmã Dulce está relacionado com uma pessoa cega que recuperou a visão numa noite, mas não foi divulgado o nome da pessoa que terá sido curada nem onde o caso aconteceu.

    A irmã Dulce foi beatificada em 22 de maio de 2011, após o reconhecimento de um milagre que, segundo a Igreja Católica, ocorreu na cidade brasileira de Itabaiana, no Sergipe.

    Neste caso, uma mulher teve uma hemorragia muito grave durante o parto e os médicos acreditaram que morreria, mas acabou curada pela suposta intercessão de Irmã Dulce.

    Além da irmã Dulce, um outro decreto assinado pelo Papa Francisco reconheceu "as virtudes heróicas do servo de Deus Salvador Pinzetta, um religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; nascido em Casca, no Rio Grande do Sul em 27 de julho de 1911 e falecido em Flores da Cunha, em 31 de maio de 1972".

    Leia mais:

    Cachorro consegue ligar para emergência e salva a vida do dono

    Após reabertura da fronteira, 893 venezuelanos entraram no Brasil

    China reage a Trump e aumenta tarifas sobre produtos dos EUA

    Comentários