Fonte: OpenWeather

    Ebola


    Quênia investiga paciente com suspeita de contaminação por ebola

    A mulher chegou a Kericho proveniente de Malaba, uma cidade na fronteira ocidental do Quênia com Uganda

    Uganda registrou duas mortes por ebola | Foto: Agência Brasil

    Autoridades quenianas informaram nesta segunda-feira  (17) que especialistas estão investigando o caso de uma paciente internada em um hospital do país com sintomas de contaminação pelo vírus ebola.

    O porta-voz do município de Kericho, Timothy Kimeu, divulgou comunicado, citado pela agência Associated Press (AP), informando que a paciente se encontra internada em isolamento num hospital daquela cidade no Vale do Riff, no oeste do país.

    De acordo com a televisão local, a mulher chegou a Kericho proveniente de Malaba, uma cidade na fronteira ocidental do Quênia com Uganda, e que três pessoas que viajaram com ela, incluindo o marido, estão em isolamento no mesmo hospital.

    Na semana passada, Uganda registrou duas mortes por ebola, que teria chegado ao país proveniente da região do norte do Kivu, na República Democrática do Congo. Neste país, na fronteira ocidental de Uganda, a epidemia da doença, declarada em agosto do ano passado, já matou mais de 1.400 pessoas.

    Não há registro de ebola no Quênia até agora. Especialistas do país têm manifestado preocupação com a falta de condições do sistema de saúde queniano para enfrentar uma eventual epidemia.

    De acordo com o porta-voz, em declaração à TV local KTN News Kenya, a paciente "está estável" e não manifesta sintomas típicos da infeção com o ebola, como hemorragias e outras características do vírus, e, por isso, é improvável que seja ebola.

    Timothy Kimeu acrescentou que até o fim do dia deverá ser anunciado um diagnóstico definitivo, com base nos testes de sangue da paciente.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Queniano é escolhido o melhor professor do mundo

    Avião com 157 pessoas cai perto da capital da Etiópia

    Comentários