Fonte: OpenWeather

    Pensilvânia


    Padre é preso por gastar mais de R$ 410 mil com garotos de programa

    Religioso marcava encontro com rapazes por meio de aplicativo gay de pegação

    Padre é preso por gastar 100 mil dólares com garotos de programa | Foto: Divulgação

    Na pequena cidade de Downingtown, na Pensilvânia, o padre Joseph McLoone, de 56 anos, foi preso na última quarta-feira, (21), por ter roubado quase $ 100 mil, aproximadamente R$ 410 mil,  da igreja em que trabalhava. O destino do dinheiro seria para contratar garotos de programa através de aplicativos de pegação gay.

    Segundo o ‘Observatório Gay’, o desvio do dinheiro começou em 2011, quando o padre se tornou o responsável pela paróquia de St. Joseph. Na época McLoone abriu uma conta bancária em nome da igreja e foi depositando todas as doações que recebia, inclusive taxas recebidas por eventos religiosos, como casamento e funerais.

    Foram realizados diversos saques ao longo dos anos, em um deles, ele chegou a sacar $ 40 mil dólares da conta. Esse dinheiro foi usado para comprar um imóvel que era usado para ser encontros particulares. Pelo menos dezoito transações bancárias de mais de mil dólares foram realizadas para homens que ele teria conhecido no ‘Grindr’.

    Segundo informações da polícia, padre McLoone aumentou o pagamento dos outros padres que atuavam na paróquia, mas não achavam provável que eles tenham conhecimentos dos encontros privados do chefe. Para manter as contas da igreja em dia, Joseph acabou aumento o valor das taxas cobradas pela igreja aos fiéis.

    Comentários