Fonte: OpenWeather

    Ataque


    Covid-19: Centro de vacinação na Itália é atacado e incendiado

    O país abriga há anos crescentes movimentos antivacinas e luta para acelerar sua campanha de imunização

     

    As armas químicas incendiárias provocaram graves danos ao local
    As armas químicas incendiárias provocaram graves danos ao local | Foto: Divulgação

    Itália - Um centro de vacinação  contra Covid-19 na cidade de Brescia, na Itália, foi atacado com dois coquetéis molotov na manhã deste sábado (3). As armas químicas incendiárias provocaram graves danos ao local.

    As garrafas atingiram uma tenda que abriga o refeitório do local, porém não deixaram feridos. A polícia investiga o caso para descobrir os autores do ataque. O centro de vacinação foi construído com doações feitas pela sociedade civil na primeira onda da pandemia.

    Em sua página no Facebook, Attilio Fontana, governador da Lombardia, onde fica Brescia, definiu o episódio como "absurdo" e "criminoso". "Felizmente, não houve feridos, e, não encontrando nada de inflamável, o incêndio não se propagou", disse.

    Contra a vacina

     

    Movimentos contra vacinas crescem no país
    Movimentos contra vacinas crescem no país | Foto: Divulgação

    O país abriga há anos crescentes movimentos antivacinas e luta para acelerar sua campanha de imunização contra a Covid-19. Com pouco menos de 60 milhões de habitantes, a Itália já vacinou cerca de 7,4 milhões de pessoas, sendo que 3,4 milhões receberam as duas doses.

    O país é um dos mais atingidos pela pandemia em todo o mundo, com aproximadamente 3,6 milhões de casos e pouco mais de 110 mil mortes.

    Leia mais

    Mafioso foragido é preso após postar vídeos de culinária na internet

    Em vigília de Páscoa, papa diz esperar renascimento pós-pandemia

    Brasil chega a 19,1 milhões de vacinados contra Covid, 9% da população


    Comentários