Fonte: OpenWeather

    Ataques


    Sobe para 309 total de suspeitos presos por ataques no Ceará

    A informação foi publicada nesta sexta-feira (11) pelo governador do estado, Camilo Santana, em sua página oficial no Facebook.

    Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma pelos grupos
    Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma pelos grupos | Foto: Agência Brasil

    O número de pessoas presas ou apreendidas, suspeitas de participação de ataques criminosos no Ceará, subiu para 309.

    A informação foi publicada nesta sexta-feira (11) pelo governador do estado, Camilo Santana, em sua página oficial no Facebook.

    Os ataques promovidos por facções criminosas tiveram início na semana passada e deixaram em alerta todo o estado.

    Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma pelos grupos.

    Militares da Força Nacional policiam as ruas, prédios e pontos de ônibus de Fortaleza visando garantir a ordem.

    Na madrugada de hoje, mais 15 presos do sistema penal do Ceará foram transferidos para o Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

    A operação, concluída às 6h30 da manhã, contou com a participação de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de equipes do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e do governo do estado.

    Segundo o Ministério da Justiça, foram transferidos até o momento 35 detentos.

    Na quarta-feira (9), 20 haviam sido levados para Mossoró. De lá, eles poderão ser distribuídos para outros presídios federais localizados em outros estados.

    A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do estado disponibilizou o número 181, o Disque Denúncia do órgão, e um número de WhatsApp (98969-0182) para receber denúncias de atos criminosas ou atitudes suspeitas.

    Leia mais:

    Presos são levados do Ceará para penitenciária no Rio Grande do Norte

    Para conter onda de violência no Ceará, Força Nacional aumenta efetivo

    Mais de 20 detentos fogem de cadeia pública no Ceará

    Comentários