Fonte: OpenWeather

    União


    Diminui o número de brasileiros casados nos últimos anos

    A procura por oficializar a união entre duas pessoas diminuiu aproximadamente 2,3%

    Os dados são do IBGE
    Os dados são do IBGE | Foto: Divulgação

    Manaus - Nos últimos anos, o número de brasileiros casados diminuiu aproximadamente 2,3%, segundo as estatísticas do registro civil divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano de 2016, 1.090.181 pessoas casaram, já no ano de 2017 o número diminui para 1.064.489.

    O engenheiro Eduardo Campos, de 26 anos, casou-se quando tinha 21 anos. Ele conta que queria construir uma família ao lado de uma pessoa que crescesse mentalmente e financeiramente. Foi quando conheceu Rebeca Melo, por meio de amigos em comum.

    “Tentei fazer algumas piadas para ver se ela ria, mas ela foi super neutra”, conta o engenheiro.

    Para Rebeca Melo, a aproximação de Eduardo ficou bem confusa, diz ela aos risos.

    “Ele mal me conhecia. Chegou já como se fôssemos grandes amigos, pediu meu telefone e, desde então, não paramos mais de conversar", lembra a mulher.

    O casal já soma quase cinco anos de união. Eles revelam que já tiveram crises durante o relacionamento, mas não se arrependem de terem oficializado o matrimônio.

    Para a psicóloga Andréa Bernardo, o casamento é um planejamento de viver junto com alguém diferente de você, de passar a maior parte do tempo compartilhando a vida com outra pessoa que vem de outra cultura, que possui outras manias e valoriza outras coisas. Todos querem alguém que se encaixe no seu projeto, no seu padrão ideal de cônjuge, mas esse é a via mais fácil para permanecer sozinho. A verdade é que não existe uma pessoal ideal".

    O juiz de paz Igor Alcântara, explica que o casamento pode ser realizado por pessoas maiores de 18 anos, munidos de certidão de nascimento, Registro Geral (RG), comprovante de residência e duas testemunhas. Existem três principais opções de regime de bens. São eles:

    Comunhão parcial de bens

    Nesse regime, os bens adquiridos antes do casamento não se tornam um patrimônio entre os cônjuges.

    Comunhão universal de bens

    O regime de comunhão universal de bens trata de todas as propriedades adquiridas antes e depois do casamento. Caso ocorra um divórcio, os bens do casal serão, incluindo doações e heranças, divididos entre o casal.

    Separação de bens

    No regime de separação de bens, tudo o que foi obtido antes e durante o casamento não se juntam durante o matrimônio. Conforme o Código Civil, é obrigatório a separação de bens às pessoas com mais de 70 anos.

    Edição: Isac Sharlon

    Casamento
    Comentários