Fonte: OpenWeather

    Lava Jato


    Globo é acusada de ser 'parceira' da Lava Jato e emissora nega

    Jornalista responsável por divulgar conversas entre Sergio Moro e procuradores da Lava Jato acusou a emissora de ser 'aliada', 'sócia' e 'parceira' da força-tarefa

    Jornalista norte-americano Glenn Greenwald, responsável por vazar conversas entre Moro e procuradores da Lava Jato | Foto: Divulgação

    Em entrevista à Agência Pública, o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil, responsável por divulgar conversas entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e procuradores da Lava Jato, afirmou que a Globo e a força-tarefa são "parceiras".

    "Quando você denuncia ações de corruptos ou trata de problemas sobre o governo, ele sempre tenta distrair falando somente sobre quem revelou essa corrupção, quem divulgou esses crimes para criminalizar pessoas, jornalistas ou fontes que revelaram o material. Essa estratégia, não dos jornalistas, é o que a Globo está usando. Porque a Globo e a força-tarefa da Lava Jato são parceiras. E os documentos mostram isso, né?", afirmou o jornalista. 

    Por meio de nota, a Globo, apontada por Glenn como "aliada", "sócia" e "parceira" da força-tarefa, rebateu as acusações e expôs diálogos internos que Greenwald teria mantido com a emissora. 

    De acordo com o comunicado, o jornalista procurou a emissora para tentar repetir “uma parceria vitoriosa” antes de publicar em seu site as mensagens trocadas entre procuradores que atuam em Curitiba e o ex-juiz da Lava Jato, Sergio Moro.

    Segundo a emissora, as tratativas não prosperaram porque o jornalista se negou a revelar o teor da "bomba" que ele disse ter em mãos.

    "Por tudo isso, causam indignação e revolta os ataques que ele desfere contra a Globo na entrevista publicada na Agência Pública. Se a avaliação dele em relação ao jornalismo da Globo e a cobertura da Lava-Jato nos últimos cinco anos é esta exposta na entrevista, por que insistiu tanto para repetir “uma parceria vitoriosa” e ser tema de um dos programas de maior prestígio da emissora? A Globo cobriu a Lava-Jato com correção e objetividade, relatando seus desdobramentos em outras instâncias, abrindo sempre espaço para a defesa dos acusados. O comportamento de Greenwald nos episódios aqui narrados permite ao público julgar o caráter dele", conclui a nota da Globo.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Ex-presidente Michel Temer se entrega à Polícia Federal

    Moro: falhas do sistema e bons advogados retardavam condenação

    Comentários